FRIHOSTFORUMSSEARCHFAQTOSBLOGSCOMPETITIONS
You are invited to Log in or Register a free Frihost Account!


É possível conciliar vida profissional e pessoal?





lobao
Embora sempre haja quem cite de bate-pronto duas ou três exceções, a principal regra para o sucesso profissional ainda é transformar esforço e dedicação em resultados. Nessa busca pelo bom desempenho, muitos trabalhadores deixam de lado a vida pessoal, mas especialistas dizem que, com certos cuidados, é possível atingir o objetivo sem abdicar do convívio familiar e do lazer.

a primeira tarefa é definir claramente objetivos pessoais e profissionais e reservar tempo para ambos.

Recomenda que, feito isso, as divisões sejam respeitadas e, principalmente, aproveitadas.O tempo dedicado ao trabalho deve ser utilizado para que os esforços se convertam em resultados para a equipe e para a empresa. Da mesma maneira, observa, a pessoa deve desfrutar ao máximo os momentos de lazer em família ou com os amigos.

Para quem não acredita na possibilidade, esclarece que se a pessoa direcionar corretamente seus esforços no trabalho poderá mostrar ou colaborar para resultados em seu horário normal de expediente, sem ter de prolongar a permanência na empresa.

também lembra-se que horas extras significam mais custo para as empresas, o que pode levar a uma avaliação de deficiência de desempenho do funcionário.

reconhece que há momentos que o equilíbrio pode ser quebrado, mas também de forma planejada e por tempo determinado. Caso o empregado almeje promoção, lembra, terá de mostrar o máximo de dedicação, o que talvez tenha de traduzir-se em horas diárias a mais de labuta. O inverso, diz, também pode acontecer. Uma mulher que esteja grávida pode diminuir seu ritmo em função do futuro bebê, sem que seja vista como funcionária de menor capacidade.

Caso o empregado saiba algumas de suas tarefas de antemão deve planejar a execução de forma a aproveitar melhor o tempo. "As empresas preferem quem traga resultados no período normal de trabalho."

TODOS OS LADOS - Para o psicólogo José Roberto Leite, especialista em medicina comportamental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), para a pessoa ter êxito, ela deve gerenciar diversos aspectos da própria vida. O profissional é apenas um entre tantos outros. Leite informa que também são fundamentais os cuidados com o organismo e com o lado psicológico, com controle sobre as reações, principalmente aquelas que levam ao estresse. Ele observa que a dedicação à vida profissional deve andar acompanhada de momentos voltados ao convívio pessoal. "Se uma delas for tratada com mais importância, a outra vai perder", garante. Na opinião dele, os objetivos profissionais devem estar claros. Ele acredita que todos podem sonhar, mas sem exageros e que progresso é importante, desde que não traga problemas.

BOXE 1: APROVEITE O MELHOR DO SEU TEMPO

A consultora de Recursos Humanos Camila Mariano e o psicólogo José Roberto Leite dão a receita para conciliar vida pessoal e vida profissional sem sofrimento.

1 - Defina claramente seus objetivos, tanto os pessoais como os profissionais.

2 - Organize o tempo que pretende gastar na conquista de suas metas.

3 - Depois de estabelecer os objetivos dedique-se ao máximo a cumprir o caminho até atingi-los.

4 - Saiba separar vida pessoal e vida profissional. Lembre-se que nem todos seus colegas de trabalho são seus amigos.

5 - Fique atento para definir possíveis momentos em que

possam ocorrer desequilíbrios entre o trabalho e a vida pessoal. Não deixe de ter claro que as descompensações são temporárias.

6 - Conheça a si mesmo melhor por meio de exercícios de

relaxamento e meditação, que podem ser feitos num final

de tarde.

7 - Faça uma análise crítica de sua forma de ver as coisas. Muitas vezes certos problemas são frutos da maneira como vemos as coisas e não de situações reais.

8 - Não defina sua conduta em função do que os outros possam pensar.

9 - Trace um plano de ação e ponha-o em prática.
Lviter
Se não me engano esta matéria estava no portal da Yahoo. Mas vou comentar assim mesmo.
É fácil dar receitas, há gente que inclusive ganha dinheiro escrevendo livros sobre isso. Mas muito difícil conciliar na prática neste mundo capitalista e desumano em que vivemos, especialmente quando se é mulher, sujeita a dupla jornada de trabalho.

Somos todos compelidos a trabalhar além do que devemos, pelo menos sempre foi assim nos locais em que trabalhei. Houve uma época especificamente em que estava indo além do que devia e tinha um filho pequeno ainda. Saia quando ele ainda dormia. Naturalmente eu ficava muito dividida. Mas achava que era minha obrigação pois estava lutando por um futuro melhhor para ele, principalmente.

Até que um dia a pediatra perguntou se ele estama tomando sol de manhã. Eu não sabia. Isto mexeu comigo e eu resolvi partir para um negócio próprio para ter mais tempo para a família. Melhorou um pouco mas não resolveu a questão satisfatoriamente, pois eu não tirava mais férias por outro lado.

Atualmente optei pelo trabalho como professora, o que fazem as férias coincidirem, apesar da baixa remuneração e trabalho outra parte do tempo em casa. Só ganho menos, mas foi uma opção voluntária, um luxo ao qual posso me dar agora. Mas acho que a maioria acaba tendo de ralar mesmo e administrar o estresse, especialmente quando está começando, caso contrário não consegue se estruturar profissionalmente, este é o mundo real.

Porém se há algo útil que aprendi entre todas estas teorias ou teses de auto-ajuda relacionadas à administração foi um método de gestão de tempo que vi em um livro da QualityMark. Você divide suas atividades e necessidades em importantes e urgentes, importantes mas não urgentes, urgentes mas não importantes, e nem urgentes e nem importantes e estabelece as prioridades mais sensatas. Tendemos a só atender o urgente, seja ou não importante e deixar o que é importante mas não urgente de lado, como dar atenção à família e tirar tempo para nos cuidarmos.
cparakawa
Lviter wrote:
Porém se há algo útil que aprendi entre todas estas teorias ou teses de auto-ajuda relacionadas à administração foi ummétodo de gestão de tempo que vi em um livro da QualityMark. Você divide suas atividades e necessidades em importantes e urgentes, importantes mas não urgentes, urgentes mas não importantes, e nem urgentes e nem importantes e estabelece as prioridades mais sensatas. Tendemos a só atender o urgente, seja ou não importante e deixar o que importante mas não urgente de lado, como dar atenção à família e tirar tempo para nos cuidarmos.


Bingo!
Liques
Só sei que se entralaçar ambos, dá uma bagunça danada Very Happy

É até algo que acontece muito com quem trabalha via internet. Pode acontecer da pessoa esquecer que existe sábados e domingos. Inclusive foi o que aconteceu comigo. Eu estava tão estressado e não sabia o motivo, já que eu trabalhava com o maior prazer. É bem estranho.
prassis13
É preciso uma questões de se reeducar eu por exemplo estou me reeducando pois trabalhei muito em 27 anos de trabalho com apeenas 3 féria e tinha o pessimo defeito de so olhar pelo angulo do trabalho hoje trabalho em casa e divido bem o meu tempo entre pofissão e família
mariohs
A Lviter deu um excelente ponto de vista.

A maioria de nós hoje precisa trabalhar além das 8 horas, ou ter mais de um emprego, para ter uma renda razoável. A questão piora quando o assunto é filho, quando você vive para fazer tudo por ele. Como não tenho filhos, não posso opinar muito a respeito, embora tenha uma boa noção de como é.

Conciliar vida profissional e pessoal é também questão de escolha, caso você tenha. Li um artigo, não me lembro aonde, sobre Jack Welch, CEO da GE onde ele fala que em determinada época de sua vida teve que decidir entre o trabalho ou a família e optou pelo trabalho. Fez o valor da compania de 14 para 410 bilhões de dólares em 23 anos, ao preço de deixar sua família "de lado". Mal via os filhos crescer e a esposa, dedicando-se ao trabalho. Hoje ele diz que tem filhos muito felizes, mas que isso não se deve a ele e sim à sua esposa.

Alguns de nós podem escolher, como a Lviter pôde. Cada um tem seus objetivos e suas prioridades, cada um tem que encontrar seu próprio equilíbrio trabalho x vida pessoal e correr atrás dele. Acredito que é sim possível conciliar vida profissional e pessoal e quem sabe, com um pouco de sorte, encontrar satisfação em ambos.
XxlilikaxX
Mesmo que você não trabalhe, conciliar alguma atividade que te traga conhecimento (estudo, curso, faculdade...) com diversão é importante. Mas a primeira opção sempre deve vir antes.
Se não me engano é provado que quem se diverte tem um rendimento maior. Ás vezes vejo pessoas que passam o dia estudando, e não se divertem, não fazem nada de diferente. Além de se tornarem pessoas que acham que sabe tudo (na maioria dos casos) algumas se isolam da sociedade ou ficam são exluídas.
Trabalhar muito, estudar muito é exageiro. Porque não ir em festas, ler um livro, sair para compras de vez em quando? Very Happy
hive
Esse realmente é um tema interessante. Pessoalmente eu tenho sofrido com a divisão do meu tempo entre trabalho, estudo e lazer. Ainda não procurei nenhum método pra sanar mas o que tenho feito meio no instinto é tentar ter lazer no próprio trabalho. Por sorte meu ambiente de trabalho é legal e as pessoas têm um ótimo humor, então dá pra dar uma boa desestressada durante o expediente, com piadas, bate-papo e principalmente pregação de peças na rapaziada. Outra coisa que faço durante o expediente é periodicamente levantar (trabalho a maior parte do tempo em frente a dois monitores) e dar uma volta pela empresa, pensando em coisas não relacionadas com o trabalho. Isso ajuda bastante.
Quando não estou no trabalho geralmente estou estudando durante toda semana então reservo um dia da semana para não fazer absolutamente nada além de lazer e outro para simplesmente administrar minha vida pessoal - finanças, gestão de conhecimento, priorizações, etc.
Acho que estou caminhando para uma melhor administração do meu tempo, seguindo assim...
Lviter
hive wrote:
Por sorte meu ambiente de trabalho é legal e as pessoas têm um ótimo humor, então dá pra dar uma boa desestressada durante o expediente


Isso ajuda muito mesmo. Nada cansa mais que um ambiente ruim de trabalho. Parece que você gasta o dobro de energia.


hive wrote:
Reservo um dia da semana para não fazer absolutamente nada além de lazer e outro para simplesmente administrar minha vida pessoal - finanças, gestão de conhecimento, priorizações, etc. Acho que estou caminhando para uma melhor administração do meu tempo, seguindo assim...


Uma ótima saída quando não dá pra reduzir o ritmo durante a semana. Mas é preciso se organizar mentalmente e emocionalmente pra desligar do trabalho. E pra quem trabalha com Informática isso pode ser difícil, com o computador ali pertinho te chamando... Smile
matheus_controle
claro que sim ué... todos nos somos obrigados a isso, pois ninguem vive sem trabalhar e nem vive trabalhando!!!!
Related topics
Religião???
Sistemas de forums
orkut
Nacionalismo-Brasil(serve para todos os outros países)
Importação e taxas alfandegárias
Sucesso Financeiro
Escolas Tecnicas. O que acha delas?
Será que compensa montar uma lan house?
É Certo Eu COMPRAR Produto Nos Camelos???(Piratas).
escutando musica
Excedi o número de posts
CPI da Pedofilia ameaça pedir fechamento do Google no Brasil
A vida é assim, e ponto final.
é possível gostar de duas pessoas ao mesmo tempo?
Reply to topic    Frihost Forum Index -> Language Forums -> Portuguese

FRIHOST HOME | FAQ | TOS | ABOUT US | CONTACT US | SITE MAP
© 2005-2011 Frihost, forums powered by phpBB.