FRIHOSTFORUMSSEARCHFAQTOSBLOGSCOMPETITIONS
You are invited to Log in or Register a free Frihost Account!


Final do Programa Soletrando





Lviter
Estou indignada com a clara manipulação do resultado do programa "Soletrando" do Luciano Hulk, quando para um candidato (negro e mais pobre, é claro) só saíram palavras muuuito difíceis, e para o outro candidato (louro e mais privilegiado economicamente - coincidência?) só saíram palavras que até meu filho de 9 anos saberia...

Sacanaagem! Não sei porque ainda assisto a Rede Globo! Sou culpada também!

Se vocês concordam que foi injusto, entrem nas comunidades criadas no orkut pra protestar.
vandame
preconceito sempre há, soh q algumas vezes não é deixado claro, ou é tão óbvio q alguns duvidam e acabam deixando pra lá..

pra mim soletrando já é uma conversa fiada sem fim, eh falta do q fazer e pra ganhar dinheiro vai lá ridicularizar alguém q sabe dizer algumas letras ordenadamente Razz

se trouxesse alguma vantagem à alguém.. o máximo é ele descobrir algumas palavras bobas que ele nunca mais vai usar na vida

como dizia raul seixas: do meu lado tem um dicionario cheio de palavras q eu sei q nunca vou usar Razz
cparakawa
Não assisti, já tem no youtube?

É tanta coisa manipulada que passa na tv aberta que nem ligo mais. É só assistir BBB, só que às vezes manipulam pra ajudar os "coitados". Só o programa do Netinho era feito pros "ferrados" se darem bem.

Falar mal da Globo não resolve. Tem que pressionar o alvo certo. Não é o povo, mas sim os anunciantes. Foi por isto que acabou o programa do Sergio Mallandro na Gazeta. Tinha audiência, mas só os anunciantes estilo organização capivara queriam vincular seus produtos com um programa bizarro. Não sei se é o caso.
Lviter
Tem no Youtube sim... Está em partes.

Vale a pena assistir a partir desta:

http://www.youtube.com/watch?v=KgTZuJIrjeg&mode=related&search=
cparakawa
Assisti a partir da parte 6. O Aurélio teve, em média, palavras mais fáceis que o Alef. O Alef errou uma palavra que eu sabia escrever (e pra que servia) desde a quinta série, logaritmo. Óbvio que o meu forte era matemática e não português, era bem mais fácil eu errar "supracitado", embora teoricamente mais fácil.

Tenho sérias dúvidas se a manipulação foi gritante. Ela sempre existe, mas não foi de nível ululante. Existe também o fator azar, mas o Alef acertou ptero alguma coisa, o que é difícil - mas eu TALVEZ acertasse. E panamericano eu escrevo junto, por analogia (pandemia, por exemplo), então eu teria rodado se estivesse no lugar do Aurélio. Português não é o meu forte mesmo.

Concurso de spelling é comum nos EUA. Eu acho meio imbecil este tipo de concurso de nerds. Eu já participei de Olimpíada de Matemática, que é menos inútil e aparecem mais loucos que cdfs. Cool

Não custa perguntar: é problema de bairrismo? RJ x "mossos" de goiás? Ou porquê temos a tendência a torcer pelo "aparentemente" mais fraco?

Acho mais negócio jogar Big Brain Academy, exercita mais o cérebro ... Rolling Eyes
mariohs
Eu não acho que houve preconceito e/ou racismo. Concordo que em média as palavras do Aurélio foram um pouco mais fáceis. Pode ter havido favorecimento em relação ao Aurélio, mas não acho que por racismo ou algo contra o Ale.
XxlilikaxX
Talvez a Globo não tenha tido a intenção, mas acabou cometendo um erro feio, bem feio.
Não sou das mais fãs Globais, mas não concordo com injustiça. Como será que as palavras eram separadas? Rolling Eyes
CRPLAYES
Boa noite, eu não acho que houve favorecimento ou não foi ta gritante é claro que o objetivo maior do programa soletrando é dar audiencia, mas programas como esses incentivam crianças a estudar. Temos que aproveitar o que tem de bom em um programa( as vezes não da pra aproveitar nada de um programa).
juninho_14
sinceramente to meio por fora desse assunto, porem acho que o programa nao iria favorecer ninguem visto que é um programa educativo para influenciar jovens a estudar nossa vasta lingua! vou dar uma assistida e dpois volto para comentar... atraves do link do youtube
Guardian
Lviter wrote:
Estou indignada com a clara manipulação do resultado do programa "Soletrando" do Luciano Hulk, quando para um candidato (negro e mais pobre, é claro) só saíram palavras muuuito difíceis, e para o outro candidato (louro e mais privilegiado economicamente - coincidência?) só saíram palavras que até meu filho de 9 anos saberia...

Sacanaagem! Não sei porque ainda assisto a Rede Globo! Sou culpada também!

Se vocês concordam que foi injusto, entrem nas comunidades criadas no orkut pra protestar.


É, quero ver ele soletrar Arnold Schwarzenegger! Que marmelada! Tratou ele como se tivesse 9 anos msm!

Como este mundo continua injusto! Confused
Lviter
Só pra quem não viu, entender:

Palavras para um candidato (Aurélio)
glossário
pan-americano
supracitado


Palavras para o outro candidato (Alef)
opúsculo
pterópode
qüingentésimo
logaritmo

A meu ver, é gritante a diferença de dificuldade. Pelo poder que tem a mídia, a princípio o programa seria um estímulo pra garotada escrever melhor. Mas quando conversei com meus alunos hoje, sem mencionar minha opinião, os que assistiram foram unânimes na mesma constatação: injustiça.
Detalhe: sou prof. de Português.
deadlord
tbm achei q foi ridicula a diferenca, deveriam por palavras do mesmo nivel para cada um...

o programa ia bem ate a final -.-'

nao gostei
mariohs
Quote:
Palavras para um candidato (Aurélio)
glossário
pan-americano
supracitado


Palavras para o outro candidato (Alef)
opúsculo
pterópode
qüingentésimo
logaritmo


Acho que depende da interpretação, e é claro que temos que ver no ponto de vista de uma prof. de português, ou de um aluno.

Acho opúsculo e glossário, tratando-se de soletrar, no mesmo nível. Apesar de ser menos conhecida, a palavra opúsculo é fácil de ser soletrada.

pan-americano e pterópode: para uma criança, a segunda é mais difícil. Porém para mim, eu talvez erraria pan-americano.

supracitado e logaritmo: o Alef é realmente genial, merecia melhor sorte. Acertou o pior, que era o "t" mudo. Mas supracitado poderia ter sido soletrado com hífen.

qüingentésimo: essa sim era difícil, não sei qual era a outra palavra que confrontava essa.

Em média as palavras do Alef realmente foram mais difícieis. Mas acho que as palavras do Aurélio tinham algumas "pegadinhas". Digo isso sob meu ponto de vista, já que não lembro mais a regra de hifenação.
cparakawa
Lviter wrote:
A meu ver, é gritante a diferença de dificuldade. Pelo poder que tem a mídia, a princípio o programa seria um estímulo pra garotada escrever melhor. Mas quando conversei com meus alunos hoje, sem mencionar minha opinião, os que assistiram foram unânimes na mesma constatação: injustiça.
Detalhe: sou prof. de Português.


Justiça é um conceito muito relativo.

A única forma mais "justa" seria palavras iguais para todos os candidatos. Estes teriam que escrever a palavra numa cartolina ou digitar num terminal. Perde-se um pouco o dinamismo do programa e a graça de ficar olhando pra cara do candidato, principalmente se este tem dúvidas sobre o assunto. Enfim, o formato do programa dá margem pra este tipo de "injustiça"; é como os jogos de futebol com trios de arbitragem diferentes.

Obs.: Eu nunca escrevi direito, costuma editar os meus posts assim que mando - sempre percebo alguma besteira, mais por percepção mnemônica do que por realmente lembrar de regras e outros detalhes. É difícil ser bom em ortografia, concordância e tal sem ser cdf. Eu só ia bem em Língua portuguesa porque as escolas brasileiras - de uma forma quase geral - exigem pouco dos alunos. Isto vale para quase todas as disciplinas.
Lviter
cparakawa wrote:

A única forma mais "justa" seria palavras iguais para todos os candidatos. Estes teriam que escrever a palavra numa cartolina ou digitar num terminal. Perde-se um pouco o dinamismo do programa e a graça de ficar olhando pra cara do candidato, principalmente se este tem dúvidas sobre o assunto. Enfim, o formato do programa dá margem pra este tipo de "injustiça"; é como os jogos de futebol com trios de arbitragem diferentes.


Concordo totalmente. Mas deviam ter buscado mais equilíbrio, mesmo com palavras diferentes. Talvez uma auditoria, como em outros concursos e sorteios ajudasse a dar mais legitimidade em um momento como esse.

cparakawa wrote:
Eu nunca escrevi direito, costuma editar os meus posts assim que mando - sempre percebo alguma besteira, mais por percepção mnemônica do que por realmente lembrar de regras e outros detalhes. É difícil ser bom em ortografia, concordância e tal sem ser cdf. Eu só ia bem em Língua portuguesa porque as escolas brasileiras - de uma forma quase geral - exigem pouco dos alunos. Isto vale para quase todas as disciplinas.


Acho que é possível escrever bem, sem ser cdf. No seu caso esta regra não se aplica: você escreve bem e é um cdf (não seja modesto! Smile) É lógico que alguns erros são normais e mesmo aceitáveis pra qualquer pessoa. A Língua é um sistema vasto e complexo e nem os especialistas PHDs concordam sobre algumas coisas, o que podemos dizer então nós, pobres mortais... O mais importante pra escrever bem é ler bastante, pra ter intimidade com a língua. Escrever com regularidade também faz parte. O resto é mero acessório.

Quanto ao que você disse sobre a Educação brasileira, é muito pertinente e merece muitos comentários. Sugiro a você abrir outro tópico com seu brilho habitual. Cool
amar-ufmt
Com certeza a final do programa deixou a desejar. Porém, dizer que foi "marmelada", devido à preconceito, acho exagero. Até porque, o ônus da prova cabe ao que acusa.

As palavras que foram "sorteadas" pelo computador (segundo dizem) para o Alef eram, como já disseram, um pouco mais complicadas, na média, do que as do Aurélio. Deveriam ter feito uma lista com palavras de mesmo nível para cada rodada e o computador que sorteasse o quê para quem.

Outro detalhe importante: o fato do menino ser branco, ter condições econômicas melhores que o outro, o desmerece? Por que?

Sou contra a miséria impregnada no Brasil (e em outras partes do mundo). Não é preciso. Pelo contrário, é um absurdo e um crime. Agora, o fato de ter uma vida economicamente melhor que a maioria, não implica em exploração de outros, nem em ilegalidade. Por exemplo, estudei e batalhei muito para me tornar professor universitário. O salário não é ruim, principalmente comparado à média do brasileiro. Sendo assim, meu filho pode usufruir de coisas que não pude, além de ter acesso a um ensino, a princípio, de melhor qualidade daquele que eu tive. Isso o desmerece? Ele deveria ser miserável para ter direito a algo?
Acredito que não.

Discordo de grandes fortunas, pois acredito que (na maioria das vezes) para consegui-las, é necessário algum tipo de exploração de massas ou de ilegalidade (sonegação de impostos, declarações falsas, negociatas, jogos de poder e de influência, etc). Mas ter uma vida digna não é problema. Volto a frisar: SOU TOTALMENTE CONTRA A MISÉRIA, não apenas no sentido financeiro mas, da saúde, da educação, da segurança, da moradia, do lazer, da cultura, etc.

Bom, voltando ao programa, realmente deixou a desejar, não apenas porque torcia (também) para o Alef, que se mostrou muito simpático e estudioso, batalhador, mas porque gostaria que fosse uma final mais prolongada, com mais emoção. Foi tudo muito rápido, com exceção dos muitos comerciais e musiquinhas de fundo no estilo suspense.

Abraços a todos e desculpem o post tão longo.
rrrrrkkkkk
mas as perguntas não eram sorteadas na hora?
tbm achei que um recebeu perguntas mais fáceis sim
cparakawa
Lviter wrote:
Acho que é possível escrever bem, sem ser cdf. No seu caso esta regra não se aplica: você escreve bem e é um cdf (não seja modesto! Smile) É lógico que alguns erros são normais e mesmo aceitáveis pra qualquer pessoa. A Língua é um sistema vasto e complexo e nem os especialistas PHDs concordam sobre algumas coisas, o que podemos dizer então nós, pobres mortais... O mais importante pra escrever bem é ler bastante, pra ter intimidade com a língua. Escrever com regularidade também faz parte. O resto é mero acessório.

Quanto ao que você disse sobre a Educação brasileira, é muito pertinente e merece muitos comentários. Sugiro a você abrir outro tópico com seu brilho habitual. Cool


Estranho o conceito de cdf. Pra maioria, cdf é quem tira nota alta. Pra mim, cdf é o triturador de lixo. Vai estudar gostando ou não. Das disciplinas normais, primeiro e segundo grau, eu só gostava e estudava matemática, história e geografia (nunca tive sequer UM professor que prestasse desta última). O resto eu só estudava no dia da prova, era o suficiente pra passar - e como a exigência era baixa, tirar notas altas. Só estudei as disciplinas que não gostava no tempo do vestibular, mas dei a descarga na maior parte disto logo em seguida - especialmente biologia e química.

Em relação à língua portuguesa, eu só aprendi meio "forçado" porque eu acho ridículo não saber se expressar decentemente - dependendo da ocasião. Só comecei escrever menos toscamente quando comecei o mestrado. Sinto que regrido lentamente com o tempo, escrevo muito pouco em português atualmente.

Voltando ao tópico, tenho sérias dúvidas se um programa como o "Soletrando" melhore muito o nível da educação. Ao invés disto, dava mais futuro se exigir mais dos alunos. Se o aluno é cobrado, mas o professor é uma porcaria, recai a pressão sobre este. Conforme alguns estudos, o que mais interfere no nível da educação é a capacitação e o esforço do professor. O resto ou é secundário ou é acessório.
juninho_14
éhh, agora lendo toda a historia... realmente houve uma parada esquisita ai ... será que não eh algum sorteio de palavras? eles nao divulgaram como seria escolhida a palavra pra cada pessoa? ordem, categoria, dificuldade sei la.. alguma coisa para nos sabermos o nivel e etc..?
mas de qualquer forma a didiculdade de palavras de um candidato para o outro foi visivel sim, sem duvidas.
Lviter
cparakawa wrote:
Se o aluno é cobrado, mas o professor é uma porcaria, recai a pressão sobre este. Conforme alguns estudos, o que mais interfere no nível da educação é a capacitação e o esforço do professor. O resto ou é secundário ou é acessório.


Discordo parcialmente. Claro que a formação e atitude do professor fazem muita diferença. Mas só isso não garante educação de qualidade. Especialmente na época em que vivemos é muito difícil prender a atenção dos alunos só com voz, giz e papel, por mais carisma e criatividade que você tenha.

São necessários professores capacitados sim (e bem pagos para se manterem os melhores profissionais na área) mas também é preciso haver recursos e condições adequadas de trabalho, sem salas superlotadas por exemplo. O Brasil é um dos países com a maior relação professor x aluno dos países em desenvolvimento: 35 alunos por mestre, enquanto em outros países da América do Sul gira em torno de 15 a 25 alunos. Em Portugal é de 10 alunos por turma.

Não trabalho como professora em tempo integral, tenho outras atividades, caso contrário teria desistido, pois você tem de matar um leão por dia em troca de muito pouco, é altamente frustrante.

O governo não se importa, nada estranho uma vez que estão se lixando pro povo de modo geral, a quem preferem que continue bem desinformado e alienado mesmo. Os alunos, em grande parte, não querem aprender de verdade, apenas "passar". Você não é remunerado à altura da formação e esforço que lhe são exigidos. Por isso muitos desistem. Outros continuam na carreira, mas usando a lei do mínimo esforço, se tornam os professores "porcaria" a quem você se referiu.
cparakawa
Lviter wrote:
Discordo parcialmente. Claro que a formação e atitude do professor fazem muita diferença. Mas só isso não garante educação de qualidade. Especialmente na época em que vivemos é muito difícil prender a atenção dos alunos só com voz, giz e papel, por mais carisma e criatividade que você tenha.


É e não é. A sociedade brasileira dá pouco valor à qualidade de ensino. Se a TV mostra que é melhor jogar futebol, ser pagodeiro ou outra coisa, é realmente difícil pro professor prender a atenção dos alunos. Se o professor se esforça, talvez consiga ensinar bem metade dos alunos. Se não se esforçar, só se o aluno for auto-didata e esforçado. O fator cultural importa. Voltando ao tópico, neste ponto o Soletrando dá valor, na mídia, ao estudo.

Quote:
São necessários professores capacitados sim (e bem pagos para se manterem os melhores profissionais na área) mas também é preciso haver recursos e condições adequadas de trabalho, sem salas superlotadas por exemplo. O Brasil é um dos países com a maior relação professor x aluno dos países em desenvolvimento: 35 alunos por mestre, enquanto em outros países da América do Sul gira em torno de 15 a 25 alunos. Em Portugal é de 10 alunos por turma.


Sim, o excesso de alunos por professor prejudica o andamento das aulas.
Mas se o povão não liga pra isto, vc acha que o governo vai ligar? Tem muita gente aí preocupada só se o filho vai passar de ano e se a merenda é boa ...

Quote:
Não trabalho como professora em tempo integral, tenho outras atividades, caso contrário teria desistido, pois você tem de matar um leão por dia em troca de muito pouco, é altamente frustrante.


Existem professores mais bem remunerados, mão são minoria mesmo.

Quote:
O governo não se importa, nada estranho uma vez que estão se lixando pro povo de modo geral, a quem preferem que continue bem desinformado e alienado mesmo. Os alunos, em grande parte, não querem aprender de verdade, apenas "passar". Você não é remunerado à altura da formação e esforço que lhe são exigidos. Por isso muitos desistem. Outros continuam na carreira, mas usando a lei do mínimo esforço, se tornam os professores "porcaria" a quem você se referiu.


Algumas coisas que viram "verdades", mas ninguém pára para pensar:

Se o governo não se importa, ou as elites que escolhem o governo (direta ou indiretamente) preferem assim ou o povo não está nem aí. Na minha opinião, as duas coisas são verdades. O brasileiro comum não é só fruto da alienação imposto pela comunicação de massas, ele também é acomodado - em geral. Por isto, é muito mais fácil botar a culpa no governo. O governo é um lixo porque nós votamos em lixo. Dizer que não existem alternativas é preguiça, porque há candidatos e partidos de sobra.

Sobre a remuneração, óbvio que ela influi sim. Eu só dei aula em faculdade porque ganhava bem, se ganhasse pouco eu ia trabalhar de outra coisa. Como disse o Maluf, "as professoras não ganham pouco, elas são é mal casadas". Por outro lado, muitos países tem educação de boa qualidade com professores não tão bem remunerados. Existe um fator cultural, de valorização profissional, que não existe no Brasil. O professor não trabalha, ele dá aula. O respeito pela profissão, em si, é baixo. E isto não é culpa só do governo que paga mal e dá pouca infra-estrutura, o povo tbm não dá valor. Pensa se os pais dos seus alunos olham para vc como alguém que tem a chave para um futuro melhor para os filhos, que seu grau de comprometimento com a classe é fundamental para que o filho não seja um zé mané qualquer. Acho que deu pra entender; alguns pais tem noção, a maioria não. Meus pais dão um valor MUITO alto pra educação, mesmo assim eles nunca se importaram o suficiente com a qualidade dos professores - era mais importante os recursos (e o renome) da escola e o esforço dos filhos. Minha mãe sempre valorizou os bons professores que eu tive, mas nunca teve muito aí com as tralhas que eu tive pelo meio do caminho. E ela sempre acompanhou de perto os filhos no primeiro grau, algo que já é raro per si.

Enfim, muitos professores mal preparados, mal remunerados, falta de recursos, descaso do governo, descaso da população, falta de incentivo e cobrança aos discentes, desvalorização do professor enquanto profissional e uma cultura que cada vez dá menos valor ao estudo "tradicional". Eu acho até que o ensino tem muito espaço pra piorar, sou "otimista".

+++++++++++++++++++++++++++++

Tentando retornar de novo ao tópico. Se a mídia - a Globo, no caso - tivesse manipulado propositadamente o programa soletrando, deveria ser a favor do Alef, e não contra.

A favor do Alef:
O Alef é negro - fica bonito e dá bom marketing defender o aparentemente mais fraco;
O Alef é fluminense - a população do RJ é várias vezes maior do que de GO, e o RJ é o segundo estado mais importante comercialmente e há muito tempo um estado chave na estratégia de programação da Globo;
O Alef é mais carismático, com mais desenvoltura diante das câmeras.

O que existe a favor do Aurélio pra ele ter sido beneficiado? Só se for pessoal; mas enquanto estereótipo (que é o que o responsável do programa teria como foco), o Aurélio é a pior escolha. Branco (perde a aura de coitado), sem muito carisma (me pareceu), vindo do interior de um estado com "apenas" 6 milhões de habitantes (e que normalmente só é famoso pelas plantações e duplas sertanejas), talvez advindo da classe média (classe média serve pra quê, além de pagar imposto?). Eu, se fosse manipular o programa, ia optar pelo Alef, era a melhor opção para o IBOPE. O Aurélio que se dane, a menos que fosse meu parente.

Lembrei de um episódio dos Simpsons, em que a Lisa participa de um concurso de spelling que é manipulado na final.

[]s
wednesday
poisé.. todo mundo tem preconceito com negro, fazem campanhas e campanhas contra o preconceito, e olha ai! as próprias novelas da globo fazem uma "campanha indireta" contra o preconceito...
Tilibra
a rede globo manipula as pessoas desde sua criação .....

eu mesmo só a assisto para ver filmes mesmo ....
os noticiarios e outros programas são muito pobres e mascaram informações....
cparakawa
Pra quem lembra, antes da morte do "Dr. Roberto", era bem pior em relação à manipulação. Mas tbm é difícil criar uma tv realmente imparcial. Jornal e revista tbm ...
maisleo
na verdade a rede globo se sente e é poderosa dentro dos seus limites, as vezes também é alarmar demais e dizer que a rede globo foi responsável por isso, talvez a equipe do programa tenha alguem responsavel que na verdade é irresponsavel e fez isso pra dar uma esquentada nos neuronios do povo.
Eles podem sim manipular resultados e fazerem o que quizer, afinal a tv é deles e quem aceitou participar do programa já estava ciente de certo modo que tv não é o PARAISO PERDIDO, isso acontece com muitos programas da globo como o BIG BROTHER as vezes ganham pessoas que a gente nem acredita que pode ganhar, aí é que está, essa "revolta" do povo gera discussão e é na discussão do assunto que eles ganham, discutindo a respeito do assunto voce vai estava falando de quem? DA GLOBO e é o que eles querem que voce grave na mente e assista A GLOBO, SÓ A GLOBO , mesmo que de uma forma subliminar.
eu achei linda a ideia de fazer um programa assim pra estar estimulando as crianças do brasil a se interessarem pela sua lingua e cultura, isso estimula mesmo considerando o poder da mídia, mas nao devemos esquecer que sempre tem algum "caroço" nesse ANGÚ. Wink
leandrow
Respondendo ao tópico...

Não acho que houve injustiça alguma, mas também não duvido nada que o programa tenha sido manipulado.

Ok? "Plin, Plin" Wink
mariohs
Ia expressar minha opinião aqui sobre a educação no Brasil, mas o cparakawa já fez com excelência no post (gigante) lá em cima. Além de todo o problema que temos com o ensino público, temos também um problema cultural, como ele disse, o professor não trabalha, ele dá aula.

Dar aula pra alunos de ensino médio e fundamental, creio que deve ser mais difícil do que dar aula para alunos de faculdade que, teoricamente, querem aprender e têm interesse nas aulas. Falo isso com o ponto de vista de aluno, já que não fui professor.

Voltando ao tópico, o cparakawa tem um ponto. O Alef seria a melhor escolha em termos de ibope, a não ser que a Globo enxergue algo que nós não conseguimos, o que é provável.
leandrow
mariohs wrote:
Voltando ao tópico, o cparakawa tem um ponto. O Alef seria a melhor escolha em termos de ibope, a não ser que a Globo enxergue algo que nós não conseguimos, o que é provável.


Talvez contrariar o que vagamente seria previsível e óbvio para todos nós.
Related topics
What is your favourite movie?
Which team will win in NBA Final?
RoberT HorrY fLyin.. ..::photos::.. 5th game at finaL series
Final Fantasy Advent Children
Final fantasy piano soundtrack
Final Fantasy 12
Final Countdown
Invision Power Board 2.1 Final out!
Final Fantasy 8
Anyone know is Final Fantasy 7: Advert Children will be...
OpenOffice.org 2.0 Final Launches!
Need Your Advice: Final Project Idea
La moda cibernética
[software] Programa para panorámicas flash
Reply to topic    Frihost Forum Index -> Language Forums -> Portuguese

FRIHOST HOME | FAQ | TOS | ABOUT US | CONTACT US | SITE MAP
© 2005-2011 Frihost, forums powered by phpBB.