FRIHOSTFORUMSSEARCHFAQTOSBLOGSCOMPETITIONS
You are invited to Log in or Register a free Frihost Account!


Papa Bento XVI





Lviter
O que vocês acham sobre as posições defendidas pelo Papa (e pela Igreja Católica em geral)?
CRPLAYES
Bem eu acho que a igreja e o Papa Bento XVI tem que ter um posicionamento com bases religiosas(não sou teologo e nem muito religioso) e não porque o mundo esta mais desenvolvido e precisa quebrar certo paradigmas para avançar em pesquisas para o próprio bem da população. Então acho que a igreja esta certa de acordo com os seus principios religiosos, agora cabe a cada um seguir o caminho que achar melhor para si.
cparakawa
Apesar da maioria considerar como altamente retrógrados tanto a Igreja Católica como o papa atual, o mais importante é o que consideram os próprios católicos "praticantes", que acompanham a missa, comungam, confessam, aceitam os sete sacramentos da igreja, confiam na infalibilidade papal e outros congêneres.

As pessoas que mais criticam são as que menos tem a ver com o catolicismo. Aliás, a pessoa que vai à igreja católica e acha absurdas as posições em relação ao aborto, anticoncepção, proteção aos padres pedófilos, etc, tem mais é que abandonar o catolicismo. Um ou outro ponto de discordância é até normal; mas se vc discorda demais, não tem a fé necessária. Aliás, se vc discorda, provavelmente é porque se vale da razão. E a razão e a fé não andam de mãos dadas.

Do ponto de vista católico mais estrito, Bento XVI (o "Rotweiller de Deus") está correto. Procura retornar a igreja católica aos pilares mestres de séculos e séculos, que foram estremecidos desde João XXIII e o Concílio Vaticano II, não esquecendo de Paulo VI.
Vanilla
Bento XVI está cumprindo muito bem o seu papel, afinal de contas ele é a maior autoridade da Igreja Católica. Tem gente que reclama da falta de carisma, mas fazer o que, é uma tarefa sisuda. Pra mim é como o cparakawa falou: só quem tem o direito de reclamar são os católicos praticantes, afinal de contas, é a fé deles. Se eles estão satisfeitos dessa forma, quem são os de fora pra dizer quem está ou não errado dentro da Igreja? Se houvesse um mínimo de tolerância entre todas as religiões do mundo, todos seriam bem mais felizes.
mariohs
O papa Bento XVI tem sido alvo de muitas críticas, principalmente sobre carisma e conservadorismo. Na visita ao Brasil, não acompanhei muito sobre a sua trajetória por aqui, apesar de estar em todos os meios de comunicação. Mas pelo que vi, ele me pareceu carismático. Simples atos como aparecer várias vezes na janela do mosteiro e dizer umas palavrinhas aos fiéis, abrir a janela do papamóvel foram suficientes para eu achá-lo carismático. Quanto ao conservadorismo, era de se esperar. Ninguém vai chegar lá e sair colocando os pilares da igreja por água abaixo. Como disseram, quem tem que aceitar são os católicos praticantes, que seguem as doutrinas. Se você não aceita, você está na religião errada, ou se considera um católico "com suas próprias doutrinas", como por exemplo usar camisinha.
cparakawa
mariohs wrote:
Ninguém vai chegar lá e sair colocando os pilares da igreja por água abaixo.


Dois papas já fizeram isto. Se vc conhece alguém com mais de sessenta anos de idade, vai saber que o catolicismo era levado muito a sério no passado.

Isto mudou porque um Papa italiano de nome João XXIII criou um comissão reformista chamada Concílio Vaticano II. Neste concílio começaram idéias como ecumenismo e foco da igreja nos problemas terrenos. Paulo VI, o Papa seguinte, continuou nas reformas.

Isto avacalhou muito a instituição. Se o Deus é único e as diferentes igrejas/congregações servem ao mesmo Deus, por quê eu vou ser católico ao invés de outra coisa? Se a missa pode ser celebrada em conjunto com diferentes igrejas, então as outras igrejas são pelo menos tão boas quanto a católica. O Rotweiller de Deus já disse que a Igreja Católica é a mãe das outras, e o bom filho à casa retorna. Fora o quebra-pau com o islamismo.

No caso dos problemas terrenos, criou-se um problema sério: membros da eclesia católica que passaram a ser militantes sociais ferrenhos. Como o Frei Beto. Vc perde totalmente o foco. Qualquer um tem de direito de ser socialista utópico, socialista real, anarquista, etc. Só que Jesus disse que somente o tolo constrói seu castelo na terra (o tempo destrói, pode ser alvo de ataques, etc). O sábio constrói seu castelo nos céus, sob a proteção de Deus Pai. Ora bolas, se preocupar com a Terra pra quê? Depois reclamam dos muçulmanos ... E o Papa que começou a destruir este caráter mais "socialista" da igreja foi João Paulo II. Era de se esperar que um polonês perseguido pelos soviéticos não curtisse comandar uma igreja cheia de vermelhinhos, como D. Paulo Evaristo Arns.

A questão é: se a Igreja não fizesse a reforma do Concílio Vaticano II, ia ser melhor ou pior?

Agora o que se vê é um retorno às origens, inclusive com as missas em latim. Eu me lembro agora da profecia de D.Bosco. É por aí mesmo. Não sou católico praticante faz uns 15 anos, mas sou mais cristão que a grande maioria dos cristãos. Como se diz, se todos os que se intitulam cristãos tivessem que ler a Bíblia, iria existir muito menos cristãos no mundo.
Lviter
cparakawa wrote:

As pessoas que mais criticam são as que menos tem a ver com o catolicismo. Aliás, a pessoa que vai à igreja católica e acha absurdas as posições em relação ao aborto, anticoncepção, proteção aos padres pedófilos, etc, tem mais é que abandonar o catolicismo. Um ou outro ponto de discordância é até normal; mas se vc discorda demais, não tem a fé necessária.


A questão é mais complexa. Na verdade, a Igreja Católica não é um bloco monolítico, ela tem um perfil bastante plural, tanto aqui no Brasil como no exterior. Há constante movimentação política interna, e quem consegue voz são os vencedores, como no caso do Papa Bento XVI, um legítimo representante dos conservadores assim como o Papa João Paulo II o era.

Isto não quer dizer que não existam outras correntes católicas mais liberais com visões diferentes, apenas elas não são hegemônicas, e por isso tem pouca vez e voz. Permanecem dentro da Igreja trabalhando pela sua renovação, sem muito sucesso aparentemente. Uma destas vozes é brasileira: Leonardo Boff, que quando padre foi condenado a "silêncio obsequioso" por ter defendido a renovação da igreja, especialmente no livro "Igreja, Carisma e Poder".

Detalhe: Boff sentou-se na mesma cadeira que Galileu Galilei para ser julgado, em 1984. Quem conduziu o interrogatório que o condenou foi o então cardeal Ratzinger, como prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé – novo nome dado ao antigo tribunal da Inquisição.
cparakawa
Lviter wrote:
cparakawa wrote:

As pessoas que mais criticam são as que menos tem a ver com o catolicismo. Aliás, a pessoa que vai à igreja católica e acha absurdas as posições em relação ao aborto, anticoncepção, proteção aos padres pedófilos, etc, tem mais é que abandonar o catolicismo. Um ou outro ponto de discordância é até normal; mas se vc discorda demais, não tem a fé necessária.


Na verdade, a Igreja Católica não é um bloco monolítico, ela tem um perfil bastante plural, tanto aqui no Brasil como no exterior. Há constante movimentação política interna, e quem consegue voz são os vencedores, como no caso do Papa Bento XVI, um legítimo representante dos conservadores assim como o Papa João Paulo II o era.

Isto não quer dizer que não existam outras correntes católicas mais liberais com visões diferentes, apenas elas não são hegemônicas, e por isso tem pouca vez e voz. Permanecem dentro da Igreja trabalhando pela sua renovação, sem muito sucesso aparentemente. Uma destas vozes é brasileira: Leonardo Boff, condenado a um ano de "silêncio obsequioso" por ter defendido a renovação da igreja, especialmente no livro "Igreja, Carisma e Poder".


Eu sei. A igreja é muito parecida com o PT de 15 anos atrás. Mas assim como o PT teve que se livrar de peso "extra" (PSTU, PSOL) para assumir o poder e governar, João Paulo II trabalhou para reuniformizar a igreja - começando a se livrar de peso "extra" como a repressão a Leonardo Boff. Outro exemplo, indicando cardeais conservadores no seu longo pontificado. Como os antigos reformistas indicados por João XXIII e Paulo VI foram morrendo ou sendo aposentados, foi se criando uma massa mais homogênea. A meu ver, assim como a reforma começou de cima para baixo, assim se opera a contra reforma. A ICAR foi monolítica, hoje é mais ou menos estanque, mas a luta do papa atual e do passado é que se volte à rigidez doutrinária passada mas com um visual mais moderno - vulgo mudança de embalagem.

Eu, vendo de dentro e de fora o pluralismo na igreja católica, considero que só enfraqueceu a posição da igreja tanto em termos políticos quanto espirituais. É difícil explicar para um fiel comum o porquê de dioceses/paróquias vizinhas serem tão diferentes. Pode parecer "bonito" por ser democrático, pluralista ou sei lá o quê. Só que a igreja católica precisa de um corpo rígido para enfrentar a "concorrência" e mesmo diante do ateísmo e do agnosticismo, por exemplo.

Enfim, estou discutindo por discutir. Não estou muito preocupado com os destinos da igreja católica ou com o processo de decadência que se vê no Brasil. Eu vejo o que acontece na igreja católica como se assistisse ao futebol, torço a favor e contra certas coisas, mas não é nada que mude radicalmente minha vida.
pagear
Não sou Católico, sou Espírita, mas elogio MUITO o senso firme do Papa Bento XVI, quando ele diz não estar preocupado com a perda de fiéis do rebanho, mas sim, com a manutenção dos dogmas e das doutrinas Católicas.

Ele é firme, porém correto: quem não concordar (o que é um direito do indivíduo) que deixe a religião.
cparakawa
No meu entender, são duas opções conflitantes. Manter a rigidez doutrinária de um lado e do outro expandir o número de fiéis. Se bem que existe o "muitos serão chamados, mas poucos serão escolhidos", então o Ratzinger tá certo: a igreja tem que ser elitista mesmo, no sentido espiritual. Se não for possível o meio termo, eu optaria pela qualidade tbm.

Pra Igreja católica, bons eram os tempos da conversão na porrada. Este negócio de conciliar milênios de catolicismo com as necessidades mundanas de hoje é muito complexo e chato.
XxlilikaxX
Vanilla wrote:
Bento XVI está cumprindo muito bem o seu papel, afinal de contas ele é a maior autoridade da Igreja Católica.

Se ele não der o exemplo, quem vai dar ? E acima de tudo ele tem a sua opinião, e isso não quer dizer que se você é católico e tem uma opinião diferente você é pecador ou que não deve ser mais católico.
Lviter
XxlilikaxX wrote:
Se ele não der o exemplo, quem vai dar ? E acima de tudo ele tem a sua opinião, e isso não quer dizer que se você é católico e tem uma opinião diferente você é pecador ou que não deve ser mais católico.


Concordo com você. A democracia e a convivência entre os diferentes pode dar muito trabalho, mas não há forma mais ética para convivermos.
cparakawa
Lviter wrote:
XxlilikaxX wrote:
Se ele não der o exemplo, quem vai dar ? E acima de tudo ele tem a sua opinião, e isso não quer dizer que se você é católico e tem uma opinião diferente você é pecador ou que não deve ser mais católico.


Concordo com você. A democracia e a convivência entre os diferentes pode dar muito trabalho, mas não há forma mais ética para convivermos.


Eu concordo, mas a igreja católica não é e nunca foi democrática. Indifere o que eu ou vc pense. Simplesmente é assim.

E a igreja inventou a infabilidade papal (lá pelo ano 1000 A.D.). Então o papa está SEMPRE certo em termos doutrinários. Mesmo que contradiza os papas anteriores, posteriores e o bom senso. Então o papa fala e todo católico de verdade tem que balançar a cabeça que nem vaca de presépio. Cool
portalbrasil
O Papa Que Tapar os Problemas do Mundo Com Uma Peneira, mais isso é impossivel, temos que agir p/ que isso não ocorra.
cparakawa
Eu não ligo pra isto. O único problema é quando alguma religião piora a minha vida. No Brasil, o Edir Macedo é bem mais poderoso que o Papa, embora este último tenha mais status. 8/
phantombr
não é atoa que inventaram até no orkut "tenho um lado espiritual independente de religiões"
hehehe

o povo ta cansado de doutrinas, catecismos, dogmas,
ninguem quer nada com nada
cparakawa
phantombr wrote:
não é atoa que inventaram até no orkut "tenho um lado espiritual independente de religiões"
hehehe

o povo ta cansado de doutrinas, catecismos, dogmas,
ninguem quer nada com nada


Se falar pra algum cristão mais radical, vai dizer que é o fim dos tempos. Radical não no sentido comum de extremista, no sentido da pessoa que tem Raiz(es) que o prendem a algo.

Eu tenho um lado espiritual que descende de algumas religiões, mas que não é subserviente a nenhuma delas. Cool
Related topics
Religião???
[var]Cada 50 minutos se vende un automóvil en eBay
Papa roach
Papiez Benedykt XVI w Polsce!
[DEBATE] Declaraciones del Papa Benedicto XVI ¿que opinas?
[var] ¿Ha pasado Papa Noel por tu casa?
"El Papa Condena Los Juegos Violentos"
Condenações do Papa afastam fieis da igreja?
[JOGOS]Ragnarok Online - ProfileRO, Meu Projeto
Aonde vamos parar ?
DÓNDE ESTÀ DIOS CUANDO EL HOMBRE SUFRE?
¿Qué les Trajo Papa Noel?
O Fim de Fidel
Muito cansado para continuar, Papa Bento resigna
Reply to topic    Frihost Forum Index -> Language Forums -> Portuguese

FRIHOST HOME | FAQ | TOS | ABOUT US | CONTACT US | SITE MAP
© 2005-2011 Frihost, forums powered by phpBB.