FRIHOSTFORUMSSEARCHFAQTOSBLOGSCOMPETITIONS
You are invited to Log in or Register a free Frihost Account!


Emprego Fora do Brasil





hive
Queria saber se existe algum brasileiro por aqui que tem intencão de arrumar emprego fora do Brasil ou mesmo alguém que já tenha arrumada uma boca em outro país.
Queria trocar uma idéia sobre isso pq eu to meio afim de sair daqui. Ouvi dizer que na Irlanda tem bastante emprego na área de informática pra estrangeiros que falem Inglês...

Alguém tem as manhas desse assunto? tipo de vistos, etc...
Tilibra
Tem um amigo meu que está indo para a Espanha esse mes, para trabalhar na Dell Computadores.

Eu não sei lhe dizer nada a respeito, pois nunca fui atraz disso !

Abraço e sucesso em sua busca !
mariohs
também não sei muita coisa a respeito disso... tenho amigos que trabalham com consultoria em informática e um está na arábia saudita e outro na índia
Tilibra
como eu não domino muito bem outros idiomas, não me arrisco a mudar-me para outro pais, mas quem sabe após acabar a faculdade !

Se eu pudesse escolher um lugar para morar, escolheria o Japão ou a China.
gnomme
na irlanda ha emprego mas eles são meio racistas...já tem havido problemas com cidadãos portugueses e esses até são membros da União Europeia...Eu sou da opinião que em vez de fugir-mos dos problemas e irmos para outros países devemos ficar e lutar para ter-mos um pãís melhor!
merrik
Haaa, eu vo sai do brasil, vo trabalha na borland, auiahuahauahua, posso sonhar não posso? mas já que falei na borland, me lembrei que o meu antigo professor(de um cursinho de computação que eu to fazendo) disse que um amigo dele, que se formou com ele, pego um intercambio, mandou um curriculo para a borland (no site da borland tem alguma coisa assim, dai eles selecionam os candidatos, para testes e talvez contratam), e ta lá feliz da vida, enfim, intercambio ajuda (porque eu não sei, só sei que ajuda) e obiviamente um "the book is on the table" ajuda também.
Lviter
Você deve ter consciência que por melhor que domine a língua, você será um estrangeiro em outro país. E muitos, especialmente no "primeiro mundo" discriminam mesmo, não apenas por raça mas pela própria origem.

Nos Estados Unidos, por exemplo, quando sabem que você é latino, você imediatamente cai no conceito deles. O preconceito existe na maior parte das pessoas, não dá pra ignorar que o ideal deles ainda é o WASP = White + Anglo + Saxon + Protestant.

Em outros países pode ser melhor um pouco.

Além disso você vai precisar trabalhar muuuuuuito, pra conseguir alguma coisa. Conheci várias pessoas que foram e se deram bem e outras que preferiram voltar.

A questão é você não viajar na ilusão de que esta é a solução para todos os seus problemas... certo?

Se depois de pesar tudo e se informar bastante você ainda estiver a fim de ir, então você estará mesmo preparado.
cabral
Fala ae pessoal!
Ja que o assunto é emprego no exterior, digo-lhes uma coisa muito importante, que muitos talvez não saibam, no exterior, principalmente nos EUA a mão de obra é valorizada sim, ganha-se bem por la, sendo que o custo de vida também é alto. Tem uma amiga da minha família que foi pra lá com um bom dinheiro, sofreu bastante, trabalhou muito para hoje ser dona de uma rede de restaurantes(nada a ver com informática eu sei), mas digo no sentido do custo de vida.
Ela diz que lá é excelente em termos de segurança, infra-estrutura e tudo mais como todos sabemos, mas que tudo relacionado a alimentação, vestuário dentre outros, possuem preços elevados, para quem ja se adaptou não é problema, mas para quem vai ou pensa em ir pra lá, ela disse que fica muito complicado, diz isso por experiência própria, mas tb que pro Brasil só volta de férias!!
Não sei se assistiram na globo a pouco tempo uma reportagem sobre os produtos e custo de vida la fora, acho q foi no globo repórter, pelo que me lembro o kilo da alcatra custava 75,00 reais!!! Acho um pouquinho puxado, ja que aki varia de 6,00 a 9,00 reais!
Aki que digo é no RJ onde moro!
Devemos pensar nisso antes de tomar qualquer decisão!!
CUSTO DE VIDA!!!
Abraço!
PristonMaster
é verdade, se você nasceu num lugar o melhor a fazer é ficar e ajudar o país a crescer... por mais que você saiba falar a lingua etc.. em outro país você irá sofrer muito mais que aqui... o problema está na xenofobia do que nas barreiras do idioma, cultura ou o preço das mercadorias..
o pré-conceito é a pior coisa que você vai sofrer porque você não tem como se defender dos conceitos e idéias "pré-feitas" sobre você...
por mais que você vá morar no exterior você vai ser "excluido" em guetos a não ser que você seja "O" cara... e não precise de dinheiro e de ninguem
hive
Pô pessoal, peraí! Eu nao disse que queria fugir do meu país por que acho que isso aqui tá uma droga!
Meu desejo é conhecer outros lugares, interagir com outras culturas. Sabe, o planeta é grande demais pra voce ficar parado admirando tudo por fotos e livros. Eu sou curioso, quero ver, cheirar, tocar outros cantos do mundo.

E na boa, mesmo que eu estivesse querendo fugir desse "brasil" que é o Brasil, e alguém me dissesse que eu deveria ficar e ajudar meu país a crescer eu acho que não adiantaria muito, pq eu acho que é como aquele ditado antigo´: "só da pra ajudar quem quer ser ajudado" - E o nosso país não tá afim de sair dessa não, é chato dizer mas é verdade.

E sobre a discriminação com estrangeiros lá fora; eu sou consciente disso e acho que não dá pra fugir mesmo. Mas não esqueçamos que nós tbm somos pre-conceituosos aqui: E aquelas piadinhas de português que fazem por aqui? Não é pre-conceito? Ou ainda com o povo argentino que por sinal é extremamente educado e eu já ví ser vítima de preconceito aqui no brasil. O Pior de todos é com o povo do norte/nordeste aqui em São Paulo. "Baiano" já até virou adjetivo calunioso aqui na capital. E isso por que quem construiu São Paulo foram os Nordestinos, imagine se não...

A discriminação é um preço que se paga para se estabelecer em outros países, vale a pena? Acho que pra mim vale...
vivacomestilo.net
Eu gostaria de ir trabalhar no japao como interprete...alguem sabe se isso da lucro?? e qto??? eu falo ingles e espanhol...alem do japones, claro.
mandrakhack
Po sair fora do brasil ate q vai mais tem




q voltar o brasilll nao tem igualll todoas






e todas gostam semprem e do brasilll







nao tem um turista q nao quer vim ao brasilll!!!!!





Abraçooo a todddsss
vivacomestilo.net
É. a idéia é ir. fazer um pé de meia e depois voltar....
antonimena
e quem te garante que esse investimento eh a longo prazo?
pode durar 7 meses e acabar derrepente como todo o emprego
mas no Brasil tu nao ficaria tao perdido assim
vale a pena a experiencia, eu acho, mas se tu pode fazer algo grande la, aqui tu tambem pode
se quer ser diferente
construa o seu negocio
se quer ajudar algo existente
conquiste um emprego

emprego bom no brasil existe
basta ser bom pra se garantir Wink
cparakawa
Putz, ressuscitou um tópico antigo pra kct.

Para quem quer ir pra fora, principalmente para trabalhar, eu acho que o mais importante é estar preparado psicologicamente.

Preconceito existe sim. E eu acho uma experiência muito positiva a pessoa que não sofre preconceito no Brasil, ir para outro país e passar a sofrê-lo. Acredito que a maioria dos povos, não só os brasileiros, são muito preconceituosos, em alguns casos partindo pro racismo de forma aberta. O mesmo preconceito que o brasileiro tem - em geral - contra negros, homossexuais, bolivianos, paraguaios, etc, etc, a pessoa passa a sofrer. "Quem bate esquece, quem apanha não esquece".

Trabalho, ainda mais nestes tempos de crise, é um problema. O primeiro a perder o emprego é o imigrante. Se a pessoa é capaz de se sujeitar a trabalhos "piores" para se manter, já é uma lição de vida muito grande, humildade verdadeira é algo difícil de se obter. Em parte, é como se vc recomeçasse do zero, ou como se perdesse muita coisa que vc acumulou de um dia para o outro.

Vc vai viver no exterior para levar "porrada". Alguns sobrevivem, outros não. Para quem não agüenta e retorna, talvez fique uma marca de fracasso. De qualquer forma, vc vê o Brasil com outros olhos. Coisas que vc achava boas no Brasil, vc pode passar a ver como ruins. E vice-versa. Não dá pra dizer com certeza qual resultado vc vai obter. Mas se vc busca por mudanças e experiências novas, com certeza vai ter. Alguns passam a ver o Brasil com olhos melhores, outros com olhos piores. Mas muda a visão pessoal sobre o Brasil.

Se a pessoa quer comodidades e facilidades, é mais garantido ficar no Brasil. O fato de ir viver no exterior não quer dizer que vc vá e nunca mais vá voltar, embora seja possível.

Eu, particularmente, acho que quem tem a oportunidade de viver no exterior tem que tentar. É uma boa forma de minar o provincianismo e a visão estreita que assola a população. Só de vc ir morar num Estado distante, por um bom tempo, já te muda muito a cabeça. Às vezes, só de mudar de cidade, no mesmo Estado, já dá este choque. Só que o choque de ir viver no exterior é muito maior.

A minha percepção é de que todo mundo vive numa pequena bolha. Ter coragem (ou necessidade) de enfrentar dificuldades em terras estrangeiras é destruir a pequena bolha e passar a viver numa bolha maior; a sua área de trabalho/visão provavelmente vai aumentar. Talvez um dia, a humanidade possa ser consciente o suficiente para não precisar de bolha nenhuma e ser realmente livre. Viajei ... Very Happy

[]'s
D'Artagnan
poxa, legal estava pensando justamente nisso!
minha pricipal duvida é se a experiencia/fornação que eu adquiri aqui tem algum valor em outro pais?
o salario tb é uma coisa que acho que deixa muita gente na duvida!
cparakawa
Depende do país. Alguns países aceitam os diplomas brasileiros, alguns não. Depende da área também. Por exemplo, no Brasil existe o dentista. No exterior, é comum o sujeito ter que ser médico dentista. Para áreas de TI, existem as certificações internacionais, ou vc pode precisar de traduções juramentadas de sua papelada. Dependendo do país, é muito menos burocrático. Tem muita gente que vai trabalhar em Abu Dhabi (Emirados Árabes), pelo que eu ouvi falar não é tão burocrático.

Em relação a salário, depende. Se vc vai só pra viver, vc vai ter o padrão de vida equivalente ao que vc vai ganhar. Se for para juntar dinheiro e vc viver abaixo da sua capacidade de gastos, vc junta. Por exemplo, se vc vai pra trabalhar de analista de sistemas e tenta viver "normalmente" (baladas, convívio social, eventos, etc), é possível que não sobre muito. E tem gente que vai pra fazer trabalho de peão e economiza o máximo que dá.

Também é bom lembrar que a diferença relativa de salários é bem menor nos países ricos. No Brasil existe muita mão-de-obra desqualificada, então quem não tem lá aquela formação recebe pouco, em geral. No Japão, um engenheiro pode ganhar menos que um limpador de bueiro. E bem menos que um soldador de chapa de navio ou funcionário de navio pesqueiro. Em tempos de crise, os serviços que os locais normalmente não se sujeitam a fazer passam a sofrer maior concorrência, inclusive dos próprios locais.

Fora isto, existe a burocracia normal. Se vc não tem algum tipo de visto (ou outro passaporte) que lhe permita livre circulação, vai ter que procurar formas de arranjar um visto. Aí varia de país pra país. É complicado, mas abrir uma empresa no Brasil, em geral, é muito pior.

[]'s
rafael2112
Sobe a questão do motivo para se imigrar prefiro não comentar.

Estive pesquisando um tempo pois tenho vontade de morar em outros país, mais o ingles não ajuda, rs

Vou falar brevemente:
Países que conheço com imigração aberta a qualquer estrangeiro, desde que que tenha profissão em demanada no país e experiencia e fluência na lingua
Australia- muito bom em salario custo de vida um pouco alto, pricipalmente moradia que está inflacionada, mais um ótimo pais para se morar.
Tem a Nova zelandia também mais é um país bem pequeno, salarios médios, não sei os tipos de vistos mais deve ser semelhante a Australia
Canáda-Mais requisitos que a Australia principalmente na prova de suficiência na lingua(no caso imigrar para area que fale inglês)Custo de vida médio salario bons, o problema que o país é uma geladeira Laughing

Nos países acima a esperiência no brasil é valida, mais vai ter dificuldade em arrumar um emprego pois não tem esperiência no país e isso conta muito.

EUA é melhor país para se imigrar salarios mais altos e custo de vida mais baixo, mais só possivel indo com visto de trabalho temporario H1B depois deve pedir green card e posteriormente cidadania.
Existem cotas nos anuais que rapidamende são esgotadas

Europa-Acho a Inglaterra a melhor, mais depois de abrir suas fronteiras para o leste europeu com a união européia, não estão facilitando para estrageiro, pois não tem carência de mão de obra e os salarios cairam, pelo que eu sei é facil de se natularizar em Portugual e na Espanha desde que você já esteja lá que será a parte mais dificil, grande maioria que vai morar na europa tem o passaporte europeu nesse caso é só embarcar e ir.

Japão e Emirados Arabes eu nunca procurei, mais esteja ciente que o choque cultural vai ser muito grande.

Sobre discriminação não vi quase ninguen reclamar como nos EUA e Australia, mais vi alguns na Italia que são decendentes de italiano por incrivel que pareça, as grandes cidades em países ricos estão com boa parte da sua população formada por imigrantes chegando muitas vezes a 50%, não faz sentido discriminar, mais é bem provavelque despresem um pouco sua formação pelo fato de vir do 3 mundo.
Discriminação especialmentecontra brasileiros não tem a não ser em Portugual que estão em bastante quantidade, nos outros países brasileiro e um Chileno é quase a mesma coisa...
cparakawa
rafael2112 wrote:
Sobre discriminação não vi quase ninguen reclamar como nos EUA e Australia, mais vi alguns na Italia que são decendentes de italiano por incrivel que pareça, as grandes cidades em países ricos estão com boa parte da sua população formada por imigrantes chegando muitas vezes a 50%, não faz sentido discriminar, mais é bem provavelque despresem um pouco sua formação pelo fato de vir do 3 mundo.
Discriminação especialmentecontra brasileiros não tem a não ser em Portugual que estão em bastante quantidade, nos outros países brasileiro e um Chileno é quase a mesma coisa...


Quanto aos Estados Unidos, em conheço gente que sofreu discriminação sim. Mas, em geral, foram pessoas que foram morar na "roça". Entretanto, existe solução: freqüentar a igreja local, que é o local de convívio social da região. As grandes cidades são, em geral, mais abertas aos "aliens".

O brasileiro, sozinho, em terra estrangeira, tem a tendência a se socializar. Só que, em grupo, é comum se ver brasileiros agindo como se estivessem no Brasil, o que em geral não é bem visto em outros países; falar em voz muito alta e fazer algazarra são exemplos disto. Um tempo atrás, saiu uma reportagem em relação à Disney, reclamando do comportamento "hooligan" das excursões de brasileiros. Desistiram porque o Brasil é o terceiro maior país que envia visitantes à Disney. Outro exemplo é o Japão, aonde alguns estabelecimentos anunciam pelo alto-falante que há brasileiros no recinto. Não é normal o japonês fazer barulho no supermercado, abrir um pacote de comida, provar e deixar de volta e outras coisas comuns por aqui. Em Portugal, além disto, existe o alto número de prostitutas brasileiras que trabalham por lá. Também existe o grande número de travestis brasileiros na França e na Itália, mas se existe travesti brasileiro fazendo programa, há público para o serviço.

Enfim, a discriminação varia de país para país. No Japão, o brasileiro é o ser mais "lixo" da sociedade, pelo simples fato de não ser um país de imigração aberta e pelo fato das rixas e rivalidades locais serem muito mais fortes. Dependendo do local, só pelo fato do sotaque do japonês ser típico de Osaka ou mesmo de Tokyo, o comerciante NEGA atendimento. Depois tem carioca que reclama que as pessoas desconfiam deles só por causa de serem do Rio ...

Nos locais em que o brasileiro se mistura a outros imigrantes em proporção baixa, não há tanto problema. É fácil ver países que fornecem mão-de-obra de qualidade muito mais baixa que o Brasil. Brasileiro está acostumado a trabalhar bastante, não é muito revoltado a ser peão, costuma ser mais cortês/educado. Pra muitos que vão pra fora, é interessante a constatação de que o brasileiro não é o povo mais maravilhoso do mundo, mas também não é o povo mais podre do mundo. Só que, no Brasil, a discussão sempre fica nos extremos: ou o Brasil é o paraíso na Terra, com um povo excelente, ou o Brasil é um depósito de refugos defeituosos.

[]'s
Petsecia
hive wrote:
Queria saber se existe algum brasileiro por aqui que tem intencão de arrumar emprego fora do Brasil ou mesmo alguém que já tenha arrumada uma boca em outro país.
Queria trocar uma idéia sobre isso pq eu to meio afim de sair daqui. Ouvi dizer que na Irlanda tem bastante emprego na área de informática pra estrangeiros que falem Inglês...

Alguém tem as manhas desse assunto? tipo de vistos, etc...


Se você for universitário pode ir legalmente pros USA pelo programa work experience. Se não estou enganada tem agencias que têm programa similares para a Irlanda.
Se quer se mudar de vez e já é profissional firmado no mercado se informe sobre os programas de imigração do Canadá, Inglaterra e Austrália. É possivel ir legalmente e futuramente ter cidadania.
Só não aconselho a ir ilegal, para qualquer pais que seja. É roubada. Eu pelo menos não gosto de ficar noiada cada vez que vejo um policial...
Petsecia
Só agora vi que a pergunta original do tópico era de 2006! he he he
Sobre o que o pessoal falou, eu acho sim que vale a pena morar um tempo fora. Você tem uma visão maior do mundo. Já morei em alguns países e não me arrependo nem um pouco. Mas, sempre, sempre, fui legalmente.
rafael2112
Petsecia wrote:


Se você for universitário pode ir legalmente pros USA pelo programa work experience. Se quer se mudar de vez e já é profissional firmado no mercado se informe sobre os programas de imigração do Canadá, Inglaterra e Austrália. É possivel ir legalmente e futuramente ter cidadania.


Para os USA tem os seguintes vistos
J-1 universitario para trabalho integral não especializado com duração de uns 4 meses
H2B Qualquer pessoa com idade entre 18 a 45 anos com inglês intermediario, mais precisa de uma oferta de trabalho, isso tem varias agências aqui no brasil que têm, o trabalho é não especializado com duração de 9 meses em média
H1B Visto de trabalho especializado temporario, precisa de oferta de trabalho
Tem um outro para estagio que não recordo
Esse vistos acima não dificeis, O EUA não dificulta para os vistos acima, já os de Turistas e de estudade de cursos de inglês (que pode trabalhar meio periodo na dentro da faculdade se não me engano) Precisa ter vinculos fortes e renda senão pode não conseguir.


Quote:
Se não estou enganada tem agencias que têm programa similares para a Irlanda.

Que eu saiba não têm, ainda mais pra brasileiros , nesse países a maioria tira visto de estudante (universidade ou curso) que permite trabalhar meio periodo.


Quote:
Se quer se mudar de vez e já é profissional firmado no mercado se informe sobre os programas de imigração do Canadá, Inglaterra e Austrália. É possivel ir legalmente e futuramente ter cidadania.

Australia é mais facil, Canada vem em segundo, Inglaterra é o mais dificil tem imigração aberta mais são muitos os requisitos e um deles é que você tenha ou tivesse um salario X em libras por ano
Irlanda eu não sei....Mais é bem provavel que seja pelo visto Work Permit o empregador(Sponsor) precisa declarar ao governo que não achou mão de obra local para a vaga pretendida esse tipo de visto existe em quase todos os países, não deve ser facil de conseguir.
D'Artagnan
Quote:
Em relação a salário, depende. Se vc vai só pra viver, vc vai ter o padrão de vida equivalente ao que vc vai ganhar. Se for para juntar dinheiro e vc viver abaixo da sua capacidade de gastos, vc junta. Por exemplo, se vc vai pra trabalhar de analista de sistemas e tenta viver "normalmente" (baladas, convívio social, eventos, etc), é possível que não sobre muito. E tem gente que vai pra fazer trabalho de peão e economiza o máximo que dá.


bom então eu iria basicamente ficar rico, isso se o preço da internet não fosse muito alta Laughing
cparakawa
D'Artagnan wrote:
Quote:
Em relação a salário, depende. Se vc vai só pra viver, vc vai ter o padrão de vida equivalente ao que vc vai ganhar. Se for para juntar dinheiro e vc viver abaixo da sua capacidade de gastos, vc junta. Por exemplo, se vc vai pra trabalhar de analista de sistemas e tenta viver "normalmente" (baladas, convívio social, eventos, etc), é possível que não sobre muito. E tem gente que vai pra fazer trabalho de peão e economiza o máximo que dá.


bom então eu iria basicamente ficar rico, isso se o preço da internet não fosse muito alta Laughing


Putz, vc conseguiria viver vários meses só na base do casa -> trabalho -> casa ?

Quanto ao preço da internet, pode ficar tranqüilo. É comum encontrar no exterior promoções do tipo assine sky e ganhe broadband de graça, ou assine um plano furreca de telefone (fixo ou celular) e ganhe broadband/banda larga. Para as operadoras de telefonia, é uma boa deixar a linha desocupada, assim a pessoa pode ligar e receber ligações enquanto a internet está conectada. Também existem opções como cabo e 3G. Tem uma (ou mais) cidade da Alemanha que colocou broadband de graça. Até a Marta prometeu na campanha de São Paulo investir em internet de graça. Também existem free hotspots em vários países, desde bibliotecas até MacDonalds, tudo na faixa. Se gasta mais com a eletricidade com o PC do que com a banda larga, em muitos casos.

Se, por um lado, o Brasil tem boa cobertura de banda larga, por outro lado ainda é caro. Acho que não interessa pro governo. Inclusão digital é nas Casas Bahia ... Rolling Eyes
D'Artagnan
cparakawa wrote:
D'Artagnan wrote:
Quote:
Em relação a salário, depende. Se vc vai só pra viver, vc vai ter o padrão de vida equivalente ao que vc vai ganhar. Se for para juntar dinheiro e vc viver abaixo da sua capacidade de gastos, vc junta. Por exemplo, se vc vai pra trabalhar de analista de sistemas e tenta viver "normalmente" (baladas, convívio social, eventos, etc), é possível que não sobre muito. E tem gente que vai pra fazer trabalho de peão e economiza o máximo que dá.


bom então eu iria basicamente ficar rico, isso se o preço da internet não fosse muito alta Laughing


Putz, vc conseguiria viver vários meses só na base do casa -> trabalho -> casa ?

Quanto ao preço da internet, pode ficar tranqüilo. É comum encontrar no exterior promoções do tipo assine sky e ganhe broadband de graça, ou assine um plano furreca de telefone (fixo ou celular) e ganhe broadband/banda larga. Para as operadoras de telefonia, é uma boa deixar a linha desocupada, assim a pessoa pode ligar e receber ligações enquanto a internet está conectada. Também existem opções como cabo e 3G. Tem uma (ou mais) cidade da Alemanha que colocou broadband de graça. Até a Marta prometeu na campanha de São Paulo investir em internet de graça. Também existem free hotspots em vários países, desde bibliotecas até MacDonalds, tudo na faixa. Se gasta mais com a eletricidade com o PC do que com a banda larga, em muitos casos.

Se, por um lado, o Brasil tem boa cobertura de banda larga, por outro lado ainda é caro. Acho que não interessa pro governo. Inclusão digital é nas Casas Bahia ... Rolling Eyes


hmmm... eu consegui viver assim até hje Razz, mas isso pq eu sou algum tipo de sociofóbico recluso semi-funcional Rolling Eyes

falando serio, eu realmente achei interessante a dica das certificações internacionais em TI, a questão é saber quão valorizado isso é nacional e internacionalmente, vale a pena fazer?. uma "googlada" e achei um site de ofertas de empregos internacionais na area: www.iitjobs.com
cparakawa
D'Artagnan wrote:
hmmm... eu consegui viver assim até hje Razz, mas isso pq eu sou algum tipo de sociofóbico recluso semi-funcional Rolling Eyes

falando serio, eu realmente achei interessante a dica das certificações internacionais em TI, a questão é saber quão valorizado isso é nacional e internacionalmente, vale a pena fazer?. uma "googlada" e achei um site de ofertas de empregos internacionais na area: www.iitjobs.com


hahaha, eu só consegui viver recluso da sociedade até uns 10 anos de idade, principalmente por causa do excesso da atenção familiar por causa da bronquite. "Leva blusa", "Não pega friagem", "Não toma gelado", etc.

Quanto à certificação, creio que são dois cenários possíveis:
1- Sair com emprego garantido. Aí vai da sorte com sites de emprego e da sua "capilaridade social", através de conhecidos, inclusive os pela internet. De alguma forma, cetificação conta;
2- Procurar emprego no local: as certificações pesam, visto que vc já ganha pontos no processo seletivo. Profissional mal formado não é exclusividade do Brasil, então ter uma certificação já é uma comprovação extra -ou mais palpável- de conhecimento. Também há o período probatório, que vai de uma semana a um mês, em geral, pra ver se vc é capacitado para o serviço ou é só 171.

É muita coisa que varia, tipo de emprego, país, visto/passaporte, mercado de trabalho local, etc. Diante do quadro recessivo nos países ricos até pelo menos o fim do próximo ano, não dá pra dizer que é a melhor hora. Só que, se vc não tenta, não consegue. É que nem o indivíduo que quer ganhar na loteria e não joga.


[]'s
Deline
Eu penso pelo menos por esses tempos que o Brasil deu uma alavancada nos conhecimentos tecnológicos. Não dá pra ser hipócrita, estou terminando o segundo ano de um curso técnico em federal e posso não me garantir de início no exterior, mas sei que meio caminho andado já tenho.
O problema é que nesse sentido eu ficaria meio insegura, esse negócio de sair do país SEM emprego pra PROCURAR fora acho meio difícil e poderia não dar certo. Pra mim, pra ter uma garantia uma pessoa poderia pelo menos tentar uma carreira numa multinacional aqui pra depois, por merecimento e depois de treinamentos sair do país.
Já tive professores que deram uma palhinha do que era morar num dos países da Europa. Eu vejo que tem muito brasileiro que reclama, mas a maioria não consegue aguentar a responsabilidade, não porque BRASILEIRO é preguiçoso, e sim porque tem muita gente que paga de sabidão e quando vai ver não sabe é de nada, por outro lado existem pessoas que mesmo sem experiência aqui saem pra tentar e conseguem se dar bem...É relativo, depende da capacidade e condições ($$) de cada um. Wink
cparakawa
Deline wrote:
Já tive professores que deram uma palhinha do que era morar num dos países da Europa. Eu vejo que tem muito brasileiro que reclama, mas a maioria não consegue aguentar a responsabilidade, não porque BRASILEIRO é preguiçoso, e sim porque tem muita gente que paga de sabidão e quando vai ver não sabe é de nada, por outro lado existem pessoas que mesmo sem experiência aqui saem pra tentar e conseguem se dar bem...É relativo, depende da capacidade e condições ($$) de cada um. Wink


Brasileiro trabalha muito, pelo menos a maioria. Não dá pra dizer que é o povo mais trabalhador que existe, mas dá pra dizer que é um dos que mais trabalha. Português é um dos povos que mais trabalha na Europa, deve ser herança cultural, como também o fato dos governos e elites dominantes em ambos países não ajudarem muito.

Quanto a querer ir pro exterior com risco ZERO, demora. Tudo envolve risco, minimizá-lo ao máximo envolve diminuir muito suas opções. É como querer fazer uma faculdade que lhe dê certeza de um emprego. Capacidade para alguma coisa todos têm, dependendo do objetivo.
Petsecia
[quote="rafael2112"]
Petsecia wrote:


Para os USA tem os seguintes vistos
J-1 universitario para trabalho integral não especializado com duração de uns 4 meses
H2B Qualquer pessoa com idade entre 18 a 45 anos com inglês intermediario, mais precisa de uma oferta de trabalho, isso tem varias agências aqui no brasil que têm, o trabalho é não especializado com duração de 9 meses em média
H1B Visto de trabalho especializado temporario, precisa de oferta de trabalho
Tem um outro para estagio que não recordo
Esse vistos acima não dificeis, O EUA não dificulta para os vistos acima, já os de Turistas e de estudade de cursos de inglês (que pode trabalhar meio periodo na dentro da faculdade se não me engano) Precisa ter vinculos fortes e renda senão pode não conseguir.



Posso dizer que o J1 não é dificil não. Se for estudante universitário e tiver o dinheiro que eles pedem vc consegue. Eu mesma já fui pros USA com um desses. Minha irmã também.
Deline
cparakawa wrote:
Deline wrote:
Já tive professores que deram uma palhinha do que era morar num dos países da Europa. Eu vejo que tem muito brasileiro que reclama, mas a maioria não consegue aguentar a responsabilidade, não porque BRASILEIRO é preguiçoso, e sim porque tem muita gente que paga de sabidão e quando vai ver não sabe é de nada, por outro lado existem pessoas que mesmo sem experiência aqui saem pra tentar e conseguem se dar bem...É relativo, depende da capacidade e condições ($$) de cada um. Wink


Brasileiro trabalha muito, pelo menos a maioria. Não dá pra dizer que é o povo mais trabalhador que existe, mas dá pra dizer que é um dos que mais trabalha. Português é um dos povos que mais trabalha na Europa, deve ser herança cultural, como também o fato dos governos e elites dominantes em ambos países não ajudarem muito.

Quanto a querer ir pro exterior com risco ZERO, demora. Tudo envolve risco, minimizá-lo ao máximo envolve diminuir muito suas opções. É como querer fazer uma faculdade que lhe dê certeza de um emprego. Capacidade para alguma coisa todos têm, dependendo do objetivo.


É, o negócio é juntar dinheiro e pesquisar muuuito...rs
Um dia, quem sabe, meu namorado é Finlandês...Se eu casar vou naturalizar, faço uma pós supimpa! kkkk
Deline
cparakawa wrote:
Deline wrote:
Já tive professores que deram uma palhinha do que era morar num dos países da Europa. Eu vejo que tem muito brasileiro que reclama, mas a maioria não consegue aguentar a responsabilidade, não porque BRASILEIRO é preguiçoso, e sim porque tem muita gente que paga de sabidão e quando vai ver não sabe é de nada, por outro lado existem pessoas que mesmo sem experiência aqui saem pra tentar e conseguem se dar bem...É relativo, depende da capacidade e condições ($$) de cada um. Wink


Brasileiro trabalha muito, pelo menos a maioria. Não dá pra dizer que é o povo mais trabalhador que existe, mas dá pra dizer que é um dos que mais trabalha. Português é um dos povos que mais trabalha na Europa, deve ser herança cultural, como também o fato dos governos e elites dominantes em ambos países não ajudarem muito.

Quanto a querer ir pro exterior com risco ZERO, demora. Tudo envolve risco, minimizá-lo ao máximo envolve diminuir muito suas opções. É como querer fazer uma faculdade que lhe dê certeza de um emprego. Capacidade para alguma coisa todos têm, dependendo do objetivo.


É, o negócio é juntar dinheiro e pesquisar muuuito...rs
Um dia, quem sabe, meu namorado é Finlandês...Se eu casar vou naturalizar, faço uma pós supimpa! kkkk
Related topics
Gamerz Brasil
inne fora
[MÚSICA] System Of A Down No Brasil
Darmowe skrypty forum
[Geral] - Notícias Bizarras em um País Bizarro
Sucesso Financeiro
Escolas Tecnicas. O que acha delas?
É Certo Eu COMPRAR Produto Nos Camelos???(Piratas).
Orgulho de ser BRASILEIRO ? Porque ?
Brasil é o 5ª maior mercado de computadores
[Notícia]Não será mais exigido diploma para ser jornalista
Em quem você pensa em votar para presidente em 2010?
oque vc acha que acontecera nas olimpiadas de 2016
Homem passa 35 anos na prisão e é inocente
Reply to topic    Frihost Forum Index -> Language Forums -> Portuguese

FRIHOST HOME | FAQ | TOS | ABOUT US | CONTACT US | SITE MAP
© 2005-2011 Frihost, forums powered by phpBB.