FRIHOSTFORUMSSEARCHFAQTOSBLOGSCOMPETITIONS
You are invited to Log in or Register a free Frihost Account!


A polêmica dos orgânicos





Vanilla
Comentei no tópico da Lviter sobre os orgânicos e sua origem controversa. Minha professora de reprodução animal é apaixonada por biotecnologias, e sempre que pode nos traz palestrantes para dar aula sobre o assunto. Umas duas semanas atrás, o convidado era um especialista em caprinos e ovinos. Aquele tipo de pessoa que tem mil publicações em revistas científicas e possui o respeito de todo mundo da área. Por se tratar de um especialista em ovinos, entramos no mérito da clonagem e de outras biotecnologias. O tema é polêmico e ele acabou por jogar os orgânicos na roda.

Segundo o mesmo, os orgânicos são criação das fazendas da família real inglesa. Durante a década de 40, ao observarem o alto custo que teriam para tecnificar suas fazendas, optaram por fazer propaganda de alimento produzidos da forma "mais natural possível". Grande jogada de marketing.

Andei pesquisando sobre o assunto e o que eu li é que se todo o planeta produzisse só orgânicos e expandisse essa produção ao limite, seria capaz de alimentar "apenas" 4 bilhões de pessoas. Você nota um certo radicalismo das pessoas hoje em dia, contra tudo o que é "produção em massa", "larga escala" e afins. Eu não sei até que ponto as pessoas humanizam animais como forma de reaver esse contato que elas perderam com o alimento. E daí a quererem questionar métodos de produção que hoje são os responsáveis por nos disponibilizar de tudo. Meu medo é ver até que ponto isso chega, o quanto encareceria a produção de alimentos e quanto ia pesar no bolso de cada consumidor.
cparakawa
Eu acho interessante ir por partes. Rolling Eyes

Questão econômica. Produção em escala é o que permite que a população humana continue crescendo. Não só porque permite produzir mais, mas porque permite produtos mais baratos. Poucos se questionam sobre o fato de que, se não fosse a produção em países pobres, a grande maioria das coisas seria muito mais cara do que é hoje. Os eletrônicos são um exemplo claro. Olha dentro do PC e confere que tudo vem do leste asiático. É por isto que o PC é acessível mesmo em um país de renda mediana como o Brasil. Com os alimentos é a mesma coisa. É só ver o quanto o Brasil exporta de soja, base para a ração animal. E nossa soja é, em boa parte, transgênica.

Marketing. A idéia da "grande sacada" que permite que se empurre tralha como produto de luxo vem de longe. Água Perrier só conseguiu ficar famosa porque inventaram a mentira de que fazia bem à saúde. Quem vai à França diz que francês não bebe isto. Escargot é fino? Povo passa fome, tem que comer lesma mesmo. Hoje há uma infinidade de marcas que são baseadas no marketing, vide Nike, Apple, etc. Existe um dado interessante também. Muitos produtos ditos orgânicos "apenas" são 10-20% mais caros do que os "normais". É o custo da etiqueta. 100% orgânico é muito caro. Muitos compram orgânico porque está escrito na embalagem e é acessível, pois os produtos com certificação são caríssimos.

Equilíbrio ambiental. Não existe muita mágica. O planeta comporta uma certa quantidade de animais. Se tem mais humanos, tem que ter menos das outras espécies. Quer preservar espécies em vias de extinção? Mate seres humanos. Quer preservar as florestas? Não usa orgânico, as plantações comerciais tem maior produtividade por área plantada, a menos que sejam ultra intensivas em mão-de-obra. Mas aí o produto sai caro. O povo quer coisa boa e barata.

Foco do problema. Por quê não se fala de uma vez que são dois problemas nos "não-orgânicos"? Um é o manuseio/seleção artificial - transgênicos e tal. O outro é o uso de produtos químicos nos nossos alimentos. Alguém aí para para pensar que nós nos alimentamos de petróleo todo dia? Tirando água mineral e bebida alcóolica (em parte), todo o resto vem da indústria petroquímica. Fertilizantes são derivados de petróleo. Agrotóxicos são derivados de petróleo. Conservantes idem. Estabilizantes ibidem. E tem os químicos que dão sabor (é a base de qualquer refrigerante, por exemplo). E muitas outras coisas que vem em qualquer coisa que se come. Não sei se é mais ou menos nos alimentos de origem animal.

Quem não quer comer alimento manipulado artificialmente, que coma esterco de pomba e lamba sapo, afinal estes são produtos naturais. Capim também é uma boa.

Faz um teste com a alimentação. Não coloque na boca NADA que contenha qualquer produto químico. Só vai comer se tiver uma horta/pomar. E vai gastar o tempo todo tentando controlar a produção usando métodos "naturebas". Por quê é que índio tem baixa expectativa de vida? Porque não "polui" o corpo com os tóxicos que ingerimos. Qualquer remédio/vacina é totalmente inorgânico, a menos que seja um placebo.

Cansei de escrever, depois eu continuo dependendo do desenrolar do thread. Very Happy

[]'s
Vanilla
cparakawa wrote:
Quem não quer comer alimento manipulado artificialmente, que coma esterco de pomba e lamba sapo, afinal estes são produtos naturais. Capim também é uma boa.

Faz um teste com a alimentação. Não coloque na boca NADA que contenha qualquer produto químico. Só vai comer se tiver uma horta/pomar. E vai gastar o tempo todo tentando controlar a produção usando métodos "naturebas". Por quê é que índio tem baixa expectativa de vida? Porque não "polui" o corpo com os tóxicos que ingerimos. Qualquer remédio/vacina é totalmente inorgânico, a menos que seja um placebo.

Cansei de escrever, depois eu continuo dependendo do desenrolar do thread. Very Happy

[]'s


Bom, tem quem lamba sapo pra dar barato. Então não duvido de mais nada. Rolling Eyes

É que é muita coisa pra comentar, se eu for seguir meu fluxo de pensamentos ninguém vai entender nada! Mas adorei ver tudo o que você escreveu. Tem quem diga que vacinas são um meio do governo controlar a população. Sabe como é, a galera das teorias da conspiração viaja. Eu só não gosto de ver certas coisas tomando força e atrapalhando meu futuro trabalho.

Adoro manipulação genética, mesmo. Mas é duro ver gente que não manja nada dando pitaco no assunto. Um exemplo. Na minha faculdade, fazemos os tais seminários técnicos, que nada mais são do que ensaios pras apresentações dos nossos TCCs. Escolhi falar sobre uma nova técnica de clonagem, chamada de HMC (Handmade clone, Clone feito a mão). A chuva de perguntas sobre a polêmica de brincar de Deus foi inevitável. Mas acho que fui bem. A professora curtiu e eu to me achando até agora HAHA. Very Happy
cparakawa
Mas as vacinas SÃO uma forma de controle da população. Se você vacina, morre menos gente (tecnicamente, a expectativa de vida fica maior, incluindo o crescimento demográfico) e a população aumenta. É uma forma de controle, pois este não é só limitar algo. As vacinas são uma forma de controlar a população, controlam a esperança de vida média dos indivíduos para mais.

A lenga-lenga de brincar de Deus é muito hipócrita. A partir do momento que a humanidade passou a plantar e criar rebanhos, passou a brincar de Deus, visto que o mesmo (ou a natureza) não iria prover este excedente de alimentos por si só. Muito bonito dizer que não se pode de brincar de Deus, mas não abrir mão das comodidades que "brincar de Deus" nos provêm.

Que eu me lembre, Adão e Eva foram expulsos do Éden por comer da árvore da vida/conhecimento. É mais ou menos como o mito de Prometeu. Nos círculos místicos, a leitura disto é diferente. Mas como a maioria das pessoas é burra e/ou iliterada, fica-se com a leitura "literal" ou com o que a "otoridade religiosa" diz.

Eu ADORO discutir com cristãos de botequim. Porque é muito fácil pegar a argumentação no contra-pé. Pior ainda, eu não sou ateu, muito pelo contrário. É bem parecido com discutir futebol. A maioria não entende nada, muitos nem sabem o que é ir em um estádio. E falam toneladas de m*rd*. Ao mesmo tempo, discutir de forma racional/lógica, faz o futebol perder a graça. Com a religião é a mesma coisa. Não se usa racionalidade para atacar argumentos emotivos. Usa-se a racionalidade para usar os argumentos emotivos contra o outro. Eu me divirto bastante fazendo isto. Eu sei que é maldade. Twisted Evil

Voltando ao tópico, eu acho que os alimentos orgânicos tem seu lugar ao Sol. Sigo a máxima "o idiota e seu dinheiro sempre se separam". Tem que comprar orgânico, sem early-adopter, pagar R$650 para ver o curitxa na Libertadores. Eu acho absurdo roubar. Porque tem tanta gente aí querendo se desfazer do próprio dinheiro. O negócio é vender água em pó orgânica.

[]'s
rafael2112
Transgênicos "infelismente" é necessário, eu que moro em uma cidade de médio porte. ja vi o que acontece quando se planta algo que não natural daqui, como pesêgo e maça, logo é atacado por algum parasíta e precisa de insetícida. Alguns tentam por um predador natural para combater, mais isso muitas vezes causa um desequilibrio ainda maior.
Kashinilaya
Cuidado, Vanilla. o marketing vem de todos os lados! O problema da biotecnologia são os bilhões de dólares necessários para poder colocar os produtos geneticamente modificados no mercado de forma segura e que as indústrias de transgênicos não querem gastar!

Conversa fiada essa de que plantações exclusivamente orgâncias não seriam capazes de alimentar a população do planeta! Esse é uma história para o cérebro de amendoim da massa! Eu conheço uma fazenda de orgânicos e asseguro que é tão ou mais produtiva que qualquer outra. Eles apenas não usam veneno e, sim, produtos naturais para controlar as pragas. A longo prazo, a cultura convencional (ao contrário da orgânica) acabará com o solo e aí sim a fome virá. O cultivo convencional (inclua-se aí os transgênicos) não é sustentável. Sustentável é o que está de acordo com a Lei Natural e isso é óbvio, pois para brigar contra a Lei Natural é preciso conhecer todo o alcance dessa Lei, o que é humanamente impossível. E sem uma boa dose (uma dose cavalar) de pesquisas de bio-segurança, não há nenhuma garantia de que uma Lei Natural importante não estará sendo violada. Se continuarmos no caminho que estamos indo, a questão passará a ser se haverá pessoas suficientes no mundo para serem alimentadas (sem exageros!).

Tentar subverter a Lei Natural não ajudará em nada!
cparakawa
Kashinilaya wrote:
Tentar subverter a Lei Natural não ajudará em nada!


Se eu considerar que compartilhamos do mesmo conceito do que seria a Lei Natural, nós estamos indo contra ela faz milênios. A humanidade não convive com o que o planeta nos fornece, este é um playground em que fazemos o que queremos. Muitas coisas acontecem porque a mente humana (como um todo) tem um potencial enorme. O câncer não seria problema se o ser humano tivesse a mesma expectativa de vida de milênios atrás - metade da expectativa atual.

Eu li uma pesquisa que diz que, atualmente, já sobram alimentos considerando o tamanho da população. O problema é que o alimento é mal distribuído, existe desperdício e excesso de consumo por parte de certas populações. Mesmo assim, eu acho difícil dizer que não existe gente demais, a menos que se considere que vamos conseguir alguma fonte de matéria-prima além do planeta Terra.

[]'s
riccopt
os organicos tem tanto agrotoxico quanto os nao organicos... é uma frescurada só!!!
Vanilla
riccopt wrote:
os organicos tem tanto agrotoxico quanto os nao organicos... é uma frescurada só!!!


Daí eu discordo. Pra receber o selo de "orgânico" (não esqueçamos que se trata de uma grife), é preciso passar por um controle de qualidade bastante exigente. Mesmo aqueles que se dizem produzidos com menos agrotóxicos são analisados com relação a quantidade de resíduos presentes no alimento.
cparakawa
Vanilla wrote:
riccopt wrote:
os organicos tem tanto agrotoxico quanto os nao organicos... é uma frescurada só!!!


Daí eu discordo. Pra receber o selo de "orgânico" (não esqueçamos que se trata de uma grife), é preciso passar por um controle de qualidade bastante exigente. Mesmo aqueles que se dizem produzidos com menos agrotóxicos são analisados com relação a quantidade de resíduos presentes no alimento.


Em alguns países, existe mais do um selo de orgânico. E também existem orgânicos com certificação meia-sola, fora os que são vendidos como orgânicos, mas sem nenhuma certificação apresentada.

É só pensar. Não devem ser muitos os países que exigem, por lei, que um produto só possa ser vendido como sendo "orgânico" se tiver a certificação "X". Isto é coisa de país muito burocrático ou muito sério. A maioria dos países, ricos inclusive, provavelmente estão fora de qualquer norma mais rígida sobre o assunto. Ou nem fiscalizam. Então uma coisa é o que aparenta ser, o mundo ideal. Outra coisa é o mundo real, o como se apresenta o orgânico na prática.

[]'s
Propaga
A invasão das prateleiras de supermercado com os chamados “produtos orgânicos” é algo, simplesmente, surpreendente. Já que não temos definida uma certificação ou pelo menos não é exigida pelas ‘otoridades’ sanitárias, o festival de produtos tidos como ‘orgânicos’ permeiam os nossos locais de compras.

Quando, de fato, for exigida a famosa certificação para orgânicos poderemos, aí sim, dizer “de boca cheia” que estamos ingerindo uma alimentação tão necessária para o nosso organismo.

Acredito que não haveria escassez de alimentos se fosse feita a opção por alimentos, exclusivamente, produzidos pela forma arcaica e natural. Não, porque respeitarmos a natureza ela retribuirá em muito mais do que imaginamos.

Até por experiência própria já plantei e consegui uma ótima colheita e bem maior daquela inorgânica utilizando somente um método que meus avós já usavam. Segundo meus avós já diziam “respeite e trate bem a natureza que ela te sustentará”.
Related topics
Old DOS games
DOS mode
DOS Boot CD Menu Disk
[SUPORTE] - Dúvida a respeito dos pontos.
Qual seu filme preferido?
10 PUNTOS POR DIA!
Old DOS/Win3.1 games, are they playable now?
Whats with people dos attacking servers?
Problemas com o Som dos DVDVs
Running Dos on Windows XP
Windows install from DOS network
[FILMES] Já fui ver o Código da Vinci
Propriedade dos domínios
Do you want to access DOS files with Linux? just have a look
Reply to topic    Frihost Forum Index -> Language Forums -> Portuguese

FRIHOST HOME | FAQ | TOS | ABOUT US | CONTACT US | SITE MAP
© 2005-2011 Frihost, forums powered by phpBB.