FRIHOSTFORUMSSEARCHFAQTOSBLOGSCOMPETITIONS
You are invited to Log in or Register a free Frihost Account!


[Notícia]Não será mais exigido diploma para ser jornalista





Deline
Por 8 votos a 1, STF revoga lei que exige diplomas para exercer profissão de Jornalista alegando que o decreto de 1969 contradiz a Constituição de 1988 sobre liberdade de expressão.
A ANJ diz que não muda nada, já que muitos jornais contratavam profissionais fora da área para escrever.

O problema pra mim é que a argumentação não era tão convincente. Porque agora cabem às empresas exigir ou não o diploma, e nesse caso, facilita muito mais a entrada de terceiros que nunca tiveram noção de tal profissionalização que são pagos para apurar dados sem conhecimento das técnicas para o mesmo. Além disso, nunca foi proibida a expressão por meios de comunicação de qualquer pessoa. Espero que Hélio Costa consiga que seja formado no mínimo uma regra pra dar o mínimo de valor ao que os cursos de jornalismo nesses sessenta anos oferecem.

Não tanto pelo medo de perder emprego, pois só um idiota não iria escolher entre duas pessoas aquela que estudou para isso e que mostra capacidade para progredir no veículo. Mas, comparar Jornalismo com Culinária é coisa de palhaço.


Notícias aqui: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u582417.shtml
http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u582646.shtml
http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u582910.shtml
gilmariofgl
Deline wrote:
Não tanto pelo medo de perder emprego, pois só um idiota não iria escolher entre duas pessoas aquela que estudou para isso e que mostra capacidade para progredir no veículo.
Esta citação ficou meio confusa, pois se a pessoa que estudou é suficientemente capaz de exercer a função 2 pontos para ele. Entretanto existem muitos casos em que o diploma é só uma faça, mas não estou falando de diplomas comprados ou coisa assim. Aqui onde moro, por exemplo, existe um professor tão incapaz de ensinar que todos os alunos se revoltaram contra ele, o caso é que ele, por ter nível superior, foi contratado pelo ?????? como um profissional da área. Já vi muitas pessoas que fazem faculdades e nem sabem o que aconteceu depois que termina. Voltando para o assunto, eu acho que depende da capacidade, pois nem todos têm a oportunidade de adquirir um diploma na área que ensina que por natureza é bom no que faz.
Deline
A Folha sempre desrespeitou essa lei, o Estado também.
Só que sem uma regulamentação pra profissão, é como se os cursos fossem jogados no lixo. Ótimo, eu amo escrever desde os oito anos, então, por simples "talento" eu vou poder cobrir, apurar e informar milhões de pessoas?
Até como cidadã, e sabendo que existem pessoas formadas que são piores do que as que não são, eu iria preferir alguém com o mínimo de conhecimento sobre essa área pra ler uma matéria com credibilidade.

O assunto é muuito relativo. Eu concordaria em revogar a lei, que foi fruto da ditadura militar, mas somente com uma regularização, algo que indique que Jornalista é Jornalista e CONTRATADO por "talento" é CONTRATADO "por talento".
Vanilla
Participo de uma comunidade do orkut onde a maioria das meninas ou é formada em jornalismo ou está pra se formar, ou aspirar a estudar jornalismo... Já devem ter imaginado que a revolta por lá é geral, né? Pois então. Eu continuo com a minha opinião. Quem puder, vai contratar quem tem diploma, porque esse não é um diferencial qualquer.

Agora, eu leio por aí cada barbaridade que "jornalista" escreve que pelo amor de Deus. Pelo menos assim se justifica certas notícias sem pé nem cabeça/mal-escritas.
Deline
Vanilla wrote:
Participo de uma comunidade do orkut onde a maioria das meninas ou é formada em jornalismo ou está pra se formar, ou aspirar a estudar jornalismo... Já devem ter imaginado que a revolta por lá é geral, né? Pois então. Eu continuo com a minha opinião. Quem puder, vai contratar quem tem diploma, porque esse não é um diferencial qualquer.

Agora, eu leio por aí cada barbaridade que "jornalista" escreve que pelo amor de Deus. Pelo menos assim se justifica certas notícias sem pé nem cabeça/mal-escritas.


Pois é, diploma não mede bom senso mesmo...O problema é desconsiderar a profissão, aí não dá!
Segunda feira de manhã parece que alguns diretórios de SP vão fazer uma manifestação lá perto da República, vamos ver no que vai dar! rs

Mas eu acho que eles vão regulamentar algo sim, pelo menos pros cursos não serem jogados de lado, né...
Lviter
A princípio a decisão do STF está errada... Mas a questão tem algumas complexidades para a
gente refletir (esclareçam os pontos obscuros quem for do ramo, eu não sou...).

Eu continuo lendo jornal de papel sempre que posso, mas os jornais estão morrendo. Culpada pelo crime? A internet. No mínimo os jornais estarão cada vez mais se modificando radicalmente para não falecer de vez. Quem vai impedir que um blogueiro não diplomado dê uma notícia em primeira mão, por exemplo?

Entendo que são diferentes as situações de um escritor ou especialista em uma determinada área convidados a escreverem uma coluna em um jornal e a de um profissional que deve apurar fatos e escrever reportagens. Na última hipótese, entendo que obrigatoriamente deveria ser um profissional especializado nor ramo, ou seja, um jornalista, mesmo porque exercer este ofício não é escrever, vai além disso.
Deline
Lviter wrote:
A princípio a decisão do STF está errada... Mas a questão tem algumas complexidades para a
gente refletir (esclareçam os pontos obscuros quem for do ramo, eu não sou...).

Eu continuo lendo jornal de papel sempre que posso, mas os jornais estão morrendo. Culpada pelo crime? A internet. No mínimo os jornais estarão cada vez mais se modificando radicalmente para não falecer de vez. Quem vai impedir que um blogueiro não diplomado dê uma notícia em primeira mão, por exemplo?

Entendo que são diferentes as situações de um escritor ou especialista em uma determinada área convidados a escreverem uma coluna em um jornal e a de um profissional que deve apurar fatos e escrever reportagens. Na última hipótese, entendo que obrigatoriamente deveria ser um profissional especializado nor ramo, ou seja, um jornalista, mesmo porque exercer este ofício não é escrever, vai além disso.


Se for analisar pelo que eles alegaram na votação seria uma decisão errada sim, em parte eu concordo porque a lei já era desrespeitada há muito tempo, e nem assim a profissão foi prejudicada. O caso agora é que todo mundo vai pensar (e com razão) que a entrada de "cartuchos" e a publicação de artigos que favorecem determinado escalão vão aparecer com mais facilidade nos veículos.
O jornal impresso hoje em dia não perde tanto para a internet, pela dificuldade dos jornalistas de gerar lucro através de sites. Como a UOL, que é do Grupo Folha, o fato de existir o portal não diminuiu os leitores do jornal, que são diferentes daqueles que leem notícias através da internet. O grande problema com os blogs também é a credibilidade que eles passam; por mais que uma pessoa tenha lido sobre algo em um blog, enquanto a notícia não aparecer em nenhum portal, jornal ou na televisão não é totalmente verdadeira.
Eu acredito, e torço pra que haja alguma brecha na lei que respeite a profissão, tanto pelo dinheiro e esforços gastos durante a faculdade, quanto pela hierarquia dentro das empresas. Por mais que um chefe seja capacitado pra estar em seu cargo, imagine diversos jornalistas sendo mandados por ex-advogados, ex-professores, etc? :S é contraditório. Sem falar nos salários que podem ficar lá embaixo. =/
cparakawa
Eu me lembro de amigos que cursavam jornalismo na ECA/USP. Inclusive assisti aulas com alguns. A opinião de quase todos era que o curso de jornalismo poderia ser condensado em 6 meses, de tão pífio. O que deveria ser ensinado seria ética no jornalismo. Aprender a escrever acaba sendo secundário em um país de analfabetos funcionais. Eu assisti um videocast no site do estadão, os estudantes de jornalismo não têm o hábito de ler. E é só ver a quantidade absurda de erros nos sites online de jornais.

Creio que jornalismo deveria ser só uma especialização. O curso de graduação é vazio. Existe o argumento de que quem é contra o diploma, é porque não tem a profissão ameaçada. Eu sou economista. Primeiro, dificilmente existem vagas para "economistas". E as vagas para analistas financeiros e afins são cobertas por pessoas com ou sem diploma de economia. É avaliada a capacidade da pessoa em cumprir o cargo. E não existe coisa mais ridícula do que a pessoa se formar em Direito e ser incapaz de passar na prova da OAB.

[]'s
Lviter
cparakawa wrote:
Eu me lembro de amigos que cursavam jornalismo na ECA/USP. Inclusive assisti aulas com alguns. A opinião de quase todos era que o curso de jornalismo poderia ser condensado em 6 meses, de tão pífio. O que deveria ser ensinado seria ética no jornalismo. Aprender a escrever acaba sendo secundário em um país de analfabetos funcionais. Eu assisti um videocast no site do estadão, os estudantes de jornalismo não têm o hábito de ler. E é só ver a quantidade absurda de erros nos sites online de jornais.

Creio que jornalismo deveria ser só uma especialização. O curso de graduação é vazio. Existe o argumento de que quem é contra o diploma, é porque não tem a profissão ameaçada. Eu sou economista. Primeiro, dificilmente existem vagas para "economistas". E as vagas para analistas financeiros e afins são cobertas por pessoas com ou sem diploma de economia. É avaliada a capacidade da pessoa em cumprir o cargo. E não existe coisa mais ridícula do que a pessoa se formar em Direito e ser incapaz de passar na prova da OAB.

[]'s



Concordo praticamente com tudo que disseram, mas veja bem... É como o cara que a mulher
está com o amante no sofá e ele tira o sofá. Se os cursos são ruins, então vamos dispensar a necessidade de ter curso? Shocked

Nível baixo de leitura e de traquejo com a Língua Portuguesa é geral, não é privilégio dos jornalistas.
Meu marido é professor universitário e de vez em quando também sai cada pérola nas provas... Rolling Eyes

É óbvio demais, mas não pensaram na possibilidade de melhorar o nível das graduações?
O problema da Educação em todos os níveis é outra história, mas não é porque ela está ruim
que vamos acabar com ela de vez, certo? Isso me lembra uma coluna que li do Diogo Mainardi dizendo que era melhor deixar as crianças em casa vendo TV já que não se conseguia ensiná-las.

Ninguém comentou também que o Lula vai passar a assinar coluna em jornal para fazer
campanha pra Dilma. E coincidentemente esta medida acontece logo depois. Pode ser
só uma coincidência, mas...

http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/06/15/lula-oferece-coluna-jornais-756361898.asp
Deline
Escrever mal não é consequência das faculdades de Jornalismo, e sim incapacidade de compreensão da língua portuguesa em determinado indivíduo. Da mesma forma que vemos erros em sites de jornais também existem erros em livros e artigos escritos por advogados e até professores.
cparakawa
Lviter wrote:
Concordo praticamente com tudo que disseram, mas veja bem... É como o cara que a mulher
está com o amante no sofá e ele tira o sofá. Se os cursos são ruins, então vamos dispensar a necessidade de ter curso? Shocked

Nível baixo de leitura e de traquejo com a Língua Portuguesa é geral, não é privilégio dos jornalistas.
Meu marido é professor universitário e de vez em quando também sai cada pérola nas provas... Rolling Eyes

É óbvio demais, mas não pensaram na possibilidade de melhorar o nível das graduações?
O problema da Educação em todos os níveis é outra história, mas não é porque ela está ruim
que vamos acabar com ela de vez, certo? Isso me lembra uma coluna que li do Diogo Mainardi dizendo que era melhor deixar as crianças em casa vendo TV já que não se conseguia ensiná-las.

Ninguém comentou também que o Lula vai passar a assinar coluna em jornal para fazer
campanha pra Dilma. E coincidentemente esta medida acontece logo depois. Pode ser
só uma coincidência, mas...

http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/06/15/lula-oferece-coluna-jornais-756361898.asp


Existe algo que o exemplo do sofá não explica. Existem cursos de graduação com conteúdo e que são mal ministrados - a maioria. O curso de jornalismo não tem conteúdo suficiente. Se você for verificar artigos de jornalistas que estão há décadas na profissão, é comum ver que os cursos de jornalismo são insossos desde "sempre". É comum se ressaltar que os bons jornalistas não são formados por boas instituições, eles são aprimorados no exercício da profissão.

Quanto ao texto do Mainardi, uma coisa é deixar a criança em casa porque o mais provável é que ela não vá aprender muita coisa na escola, por problemas já discutidos em outros tópicos. Outra coisa é não ir à escola porque ela não tem o que ensinar. Pelo o que eu tenho acompanhado da discussão, é este o ponto. As pessoas que apóiam o corporativismo dos cursos de jornalismos desviam o foco da questão.

O que deveria ensinar o curso de jornalismo? Talvez ética e capacidade de se comunicar, afinal de contas o jornalista transmite informação, ele não as cria. Ética no jornalismo brasileiro é uma coisa risível, sinto dizer. Fora as publicações altamente manipuladas e que se dizem imparciais, o que demonstra a falta de ética de praxe. Mesmo que isto fosse ensinado nas escolas, não iria dar mais que um semestre.

Quanto à capacidade do indivíduo de se comunicar, eu vejo dois cenários. A formação do aluno já é ruim e a escola de jornalismo não tem o que fazer. A formação do aluno é boa e a escola de jornalismo não tem o que fazer. Para os casos intermediários, vários jornais já lançaram os famosos manuais de redação.

Quanto ao Lula, que eu me lembre colunista de jornal não precisa de diploma, não é jornalista. É um espaço reservado para opiniões pessoais. Já existem tantos colunistas falando sobre o curintia, nem sei se um a mais ou a menos vai dar muita diferença.

É só no curso de jornalismo que se formam péssimos profissionais? Não. O curso de jornalismo tem como formar bons profissionais? Que eu saiba, não. Os bons profissionais egressos de algum curso, dizem que aprenderam trabalhando. Existe a possibilidade da criação de um super curso de jornalismo, aonde os alunos trabalham em jornais terceirizados pela própria instituição. É meio que um estágio, desde o princípio o aluno aprende o ofício na prática, sob a supervisão de outros. Quantas instituições seriam capacitadas a fazer isto? Meia dúzia de duas ou três.

[]'s
Related topics
Portugas por aki??
Religião???
Desenhos Animados Preferidos
DVDs do Solaris 10 Gratuito!!!
Sucesso Financeiro
Copa do Mundo 2014 no Brasil - CONFIRMADA
Religiao Entre os Brasileiros Internautas.
Qual o seu maior medo?
Voce prefere php ou asp?
QUANTO VALE UM SITE?
ES NECESARIO IR TANTO A LA IGLESIA, PARA SER BUEN CREYENTE.?
Sucesso dos games no mundo do entretenimento
2012
qual a diferença entre site estático e dinâmico?
Reply to topic    Frihost Forum Index -> Language Forums -> Portuguese

FRIHOST HOME | FAQ | TOS | ABOUT US | CONTACT US | SITE MAP
© 2005-2011 Frihost, forums powered by phpBB.